#Resenha: Amityville



Título: Amityville

Autor: Jay Anson

Páginas: 237

Editora: DarkSide Books





COMPRE AQUI:   BUSCAPÉ,  AMERICANAS,  SUBMARINO,  SARAIVA,  AMAZON 












     Um livro que me fez ter vontade de estudar mais, pesquisar e descobrir um montão de coisas. E foi justamente isso que fiz.


"Ronald DeFeo, 23 anos pegara um rifle de alto calibre e, de modo metódico, matara a tiros os pais, os dois irmãos e as duas irmãs."
Pag. 15


     Quando assisti o filme há anos atrás, confesso que fiquei com medinho, e por isso ainda não tinha lido o livro. Sério. Eu tinha medo de ler mesmo!!

     Os acontecimentos narrados na obra são bem bizarros e muito sinistros, e podem sim causar medo se o leitor tiver a capacidade de assistir ao livro assim como eu, com certeza esse leitor ficará impressionado em vários momentos.

     Porém, como "Amityville" é narrado quase como uma matéria jornalística, uma entrevista feita por Jay Anson e dividida em dias como um diário, deu pra dar um distanciamento e continuar lendo sem precisar dormir com a luz acesa.


"Kathy estava olhando para as janelas da sala de estar por cima do ombro de George. Lá havia um par de olhos vermelhos e vidrados, encarando!"
Pag. 121


     Neste livro vamos conhecer a família Lutz, que vive muito bem e que deseja - assim como todas as pessoas do mundo - morar em uma casa bacana e não pagar uma fortuna por ela. E é assim que eles encontram a bela casa na Ocean Avenue, 112. Uma bela casa com dois andares, um sótão e um porão, quatro dormitórios, um terreno grande e uma casa de barcos; e tudo isso pela bagatela de $ 80.000,00.

     A vontade de morar "bem" e pagar pouco é maior do que a curiosidade de descobrir o motivo da casa ser tão barata.


"Era 18 de dezembro de 1975, o primeiro dos 28 dias."
Pag. 35


     E logo nos primeiros dias, coisas estranhas acontecem. A filha caçula conversa com um "amigo" que só ela vê. George, o marido, só quer ficar em frente a lareira e não faz nada. Kathy, a esposa, fica constantemente irritada. A casa nunca fica numa temperatura agradável, nem com o aquecedor e lareira funcionando a todo vapor a casa esquenta.

     Um padre é chamado para abençoar a casa, e ele percebe que algo está muito errado ali, mas ele passa a ter vários problemas de saúde que se agravam cada vez que ele tenta fazer algo para ajudar a família Lutz.


"Na quarta noite na casa, ela perdeu o contro e, junto com o marido, deu uma surra em Danny, Chris e Missy com uma cinta e uma colher de madeira grande e pesada."
Pag. 42


     São vinte e oito dias horrorosos que essa família passa ali.

     Quando a leitura estava na reta final, eu parei e fui assistir novamente o filme que havia me causado tanto medo. 

     Desta vez ele ficou parecendo uma sessão da tarde.

     O filme foge totalmente do livro, desde coisas mais bobas como o número da casa e o nome da filha, até os "fantasmas", demônios e o final da família. Tudo diferente. Se tivessem sido mais fieis ao livro, com certeza seria mais apavorante.


"George logo entendeu o porquê: em todas as paredes do corredor havia manchas verdes gelatinosas, que escorriam do teto até o chão e se acumulavam em cintilantes poças de lodo esverdeado."
Pag. 173


     Engraçado como minha visão mudou em relação à ambas as obras.

     Quanto a edição, a editora mais uma vez deu um show! Capa dura com uma ilustração perfeita e efeito de verniz localizado, a diagramação é impecável, mas a revisão tem muitas falhas e só por isso não levou as cinco estrelas. Algumas vezes eu precisava reler um trecho para entender, e isso tira o foco da leitura. Uma pena.


"Quando observou a imagem, seus olhos se arregalaram de terror. Estava sentindo ânsia de vômito por causa do cheiro podre, mas não conseguia desgrudar os olhos do crucifixo - agora pendurado de cabeça para baixo!"
Pag. 53


     Se eu acredito no que foi contado aqui?

     Não me convence, não.

     Como eu disse, fui pesquisar sobre a família DeFeo, e, bom, o filho matou o pai, a mãe e seus quatro irmãos naquela casa em dezembro de 1974. Muitos disseram que o assassino estava possuído, que ele ouvia vozes que diziam para ele matá-los e tal... Mas aí fui buscar informações sobre ele, e bem,  ele era mimado, tinha tudo de mão beijada. Logo cedo começou a usar drogas e quando o pai descobriu isso, começou a cortar as "mordomias" do filho.

     Tarde demais. Os dois brigavam muito e escândalos familiares tornaram-se assunto corriqueiro na vizinhança.

     Depois disso, o fim trágico não demorou.

     Claro que é MUITO estranho que ele tenha matado seis pessoas da mesma família, dentro da mesma casa e ninguém acordou. Nem os vizinhos.

     Isso é bem estranho.

     Detalhe: todos foram encontrados na mesma posição. Todos estavam dormindo de barriga para baixo e com os braços embaixo da cabeça. Mesmo os dois irmãos que dormiam no mesmo quarto. Assim como o pai e a mãe. Agora vamos realizar essa cena, pai e mãe dormindo na mesma cama, na mesma posição, o filho entra com uma rifle de grosso calibre (que faz um barulhão) e atira em um, o outro continua dormindo e nem se mexe enquanto o filho engatilha e atira. Bizarro.

     Essas curiosidades não estão no livro, eu fui atrás e resolvi compartilhar aqui com vocês.

     No final tem um epílogo que conta a passagem de Ed e Lorraine Warren pela casa. Mas isso eu pretendo me aprofundar numa outra ocasião. Então depois falamos sobre isso.

     Concluindo, "Amityville" é muito bom e despertou essa vontade de saber mais que há muito tempo um livro não me despertava.

     Recomendadíssimo!





















8 comentários:

  1. Eu também confesso que quando vi o filme há anos, eu fiquei com medo. Terror não é muito meu ponto forte. Sou medrosa assumida!!!
    Fico boba com as capas da DarkSide. Eles se superam a cada novo livro. Um capricho só.
    E não posso deixar de querer muito ler o livro acima. Esse lance de ser como uma entrevista, diferencia muito. Mas sabe o que mais me encantou?
    A sua pesquisa. O quanto a história te deixou pensar e fazer com que fosse atrás de fatos omitidos ou simplesmente,ignorados.
    Talvez se algum autor pegar essa ponta solta, acabe construindo outra história(mais real ainda)
    Lerei se puder!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oii Lelê!!
    Simplesmente perfeita sua resenha!!!
    Vi o filme já, mas tenho mta vontade de ler o livro...Como sempre digo, prefiro o livro por conter detalhes ...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. oi flor, não conhecia o filme, juro juradinho... que trama horripilante! daquelas de dar frio na espinha
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Lê!
    O melhor de tudo é porque são fatos verídicos, não tem como questionarmos.
    Como você sou curiosa e gosto de pesquisar sobre o assunto.
    Quero ler o livro, porque só assisti o filme.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.”(George Lord Byron)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Por mais linda que seja essa edição, não sei se me animo a ler esse livro.
    Eu até curto histórias e adorei essas informações extras que você passou, mas no fundo eu sou cagona e sei que vou morrer de medo dessa história! kkkkkk
    Por enquanto fico com o sangue dos livros policiais e deixo os de terror pra você! kkkk
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Tenho um problema sério com histórias de terror, sou super medrosa, elas me impressionam bastante. Sendo assim, nunca vi o filme. Quanto ao livro, parece ser bom e acho que quando eu imagino, o impacto é menor. Além disso, é da darkside, então não tem nem como resistir!
    Um abraço!

    https://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lelê!!
    Que resenha mais legal!! Amei conhecer esse livro mais um pouco, estou com muita vontade de ler esse livro maravilhoso da minha editora favorita que é a Darkside.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Olá, Lelê.
    Nunca assisti ao filme, mas parece ser excelente. Contudo, quero conferir mesmo é o livro. Esse tipo de narrativa parece ser apavorante, sem falar que o enredo é excelente.
    Quero conferir, sem mais!

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...