#Divulgação: Editora Vermelho Marinho - O LABIRINTO DE CRETA

A Vermelho Marinho chegou com um lançamento lindo pra vocês conhecerem!

Quem curte fantasia, com certeza vai adorar essa dica. Então, aproveite!!










O Labirinto de Creta 
Antônio José da Silva, o Judeu


Sinopse: Ao longo da História do Ocidente, muitos dramaturgos levaram ao palco a tragédia dos amores de Fedra, esposa de Teseu, o Rei de Atenas, por Hipólito, filho de seu marido. No entanto, antes de se casar com Fedra, Teseu se enamorara por Ariadna que, anos antes, o ajudara a fugir do Labirinto de Creta, onde vivia o terrível Minotauro. Sobre os detalhes deste episódio, pouco se conta, e é justamente a partir de possíveis lacunas desta narrativa que o dramaturgo barroco Antônio José da Silva, mais conhecido como “O Judeu”, vai construir aquela que se tornaria sua peça mais célebre, encenando os amores de Teseu e Ariadna e trazendo novos motes ao clássico mito.




Sobre o autor 
Antônio José da Silva nasceu em 1705, no Rio de Janeiro. No ano de 1712, sua família foi levada a Lisboa, onde seus pais responderam a processos movidos pela Inquisição. Desde então, o Judeu viveu em um clima de terror por ser cristão-novo e chegou a ser preso, mas logo foi solto. Estudou em Coimbra e, depois de formado, mudou-se para Lisboa, onde, seguindo os passos do pai, exerceu a advocacia. Ao mesmo tempo, dedicou-se às Letras, compondo poemas e peças de teatros, pelas quais ficaria conhecido depois de sua morte. Em 1737, foi novamente preso pela Inquisição, de cujos cárceres saiu condenado à morte, sendo queimado num auto-de-fé em outubro de 1739. Sua meteórica carreira nos legou seguramente oito peças encenadas em Lisboa, entre 1733 e 1738. Além disso, escreveu poemas e há quem lhe atribua a peça El Prodigio de Amarante, escrita em espanhol e a novela Obras do Diabinho da Mão Furada, embora tal teoria seja constantemente refutada. 




O Labirinto de Creta e o Melhor do Teatro Barroco Português 


Nesta obra, o leitor é levado ao mito grego de Teseu, no qual o valente herói filho de Poseidon enfrenta o Minotauro e conquista as graças da Princesa Ariadna, filha do cruel Rei Minos. Dialogando com Eurípides, Sêneca e Racine e outros tragediógrafos clássicos, o Judeu levou ao público lusitano dos setecentos uma versão jocosa, em que privilegia a ação e os jogos de erros, bem como a temática do amor e as lacunas do mito original, relegando a segundo plano as futuras aflições – já tão largamente exploradas por outros dramaturgos –, que se abaterão sobre os protagonistas. Em nossa edição, cuidadosamente preparada pelo pesquisador e ator Carlos Gontijo Rosa, especialista na obra do Judeu, o leitor encontrará o texto original integral, atualizado para a ortografia atual e acompanhado de escritos do jovem especialista: há notas vocabulares e históricas, um glossário com nomes de lugares e personagens gregas e/ou mitológicas, uma Introdução, que nos oferece uma chave de leitura para a peça judeína, e um posfácio, na qual é apresentada uma análise que conjuga o ponto de vista literário e cênico. Integra o volume interessante prefácio assinado pela professora de Literatura Portuguesa da Universidade de São Paulo, Flavia Maria Corradin – também especialista na obra do autor – no qual a trágica vida e o conjunto da obra de António José da Silva são considerados de forma breve, porém aprofundada. O Labirinto de Creta integra a coleção O Melhor de Cada Tempo voltada à publicação de obras clássicas da literatura mundial, ainda inéditas no nosso país, ou há muito esgotadas, como é o caso desta célebre peça do barroco português. Com esse volume, O Melhor de Cada Tempo inicia a publicação de obras da literatura portuguesa – nesse caso, com importante apoio do Governo Português e da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB)




Veja o livro no site da editora: CLIQUE AQUI

Adicione o livro na sua estante do skoob. CLIQUE AQUI















9 comentários

  1. Eu gosto muito disso tudo!
    Quando um autor consegue captar uma beirada na história e ali, criar algo meio fantasia, meio realidade.
    Teseu sempre foi pouco falado, exceto pelo quesito beleza.
    E sei que já é sucesso.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. oi ^^
    adoro livros que envolvam mitologia e gostei muito da capa desse. vou dar uma olhadinha com calma nele depois.

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!! Mitologia sempre me chamam atenção, se me lembro, era um dos assuntos q eu mais gostava d estudar na escola...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. a trama em si é bem interessante, dica anotada
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Lê!
    Como amo mitologia, adoraria ler e adorei a capa, muito fofa.
    “É melhor saber coisas inúteis do que não saber nada.” (Sêneca)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Alê,

    Achei leal esse lançamentos, já anotei a dica e aguardo a sua resenha...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lelê!!
    Adoro livros de mitologia grega!! Amei a indicação desse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Acredita que eu não conhecia essa editora? Sempre me surpreendo com tantas no mercado editorial. No entanto, como nunca li nada sobre mitologia, fiquei bem interessada no lançamento.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Lelê.
    Amei essa nova edição. Não conhecia esse livro, apesar de já ter sido publicado há muito. Contudo, fiquei encantando.
    Quero demais a obra.
    Excelente dica!

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...