#Resenha: A Cidade Dos Espelhos

  
Título: A Cidade Dos Espelhos

Autor: Justin Cronin

Páginas: 683

Editora: Arqueiro



COMPRE AQUI:  AMAZON,  BUSCAPÉ,  SUBMARINO,  AMERICANAS,  SARAIVA















     Na minha opinião, "A Cidade dos Espelhos" não é o melhor livro dos três, mas é bom pra caramba!!


" - Você estava lá, viu o que aconteceu. Se matar os Doze, você mata o resto. Se não me engano, era essa a sua ideia. É meio tarde para pensar outra coisa."
Pag. 36


     Também não foi o mais fácil. Demorei mais de uma semana para terminar a leitura. Enquanto "A Passagem" eu li em quatro dias, "A Cidade dos Espelhos" eu levei o dobro. isso porque a história nao é linear, há uma mistura de vários personagens durante os capítulos e há ainda personagens novos. Alguns são importantes pra fechar alguns ciclos, mas outros eu ainda estou procurando por suas finalidades.

     O que mais me agradou, sem sombra de dúvidas, foi a história de Timothy J. Fanning, o Zero. Vai ter gente que não vai curtir, que irá achar desnecessário, mas olha, ganhou meu amor!

     
"Por trás de todo ódio há uma história de amor."
Pag. 106


     Essa parte é narrada em primeira pessoa e podemos não só entender algumas motivações de Fanning, como sentir o sofrimento dele.


"Você me conhecerá como Zero. Esse é o nome que a história me deu. Zero, o Destruidor, Grande Devorador do Mundo."
Pag. 106


     Entendo que o autor quis separar por partes cada personagem, mas isso me incomodou e derrubou várias vezes a minha animação, pois quando eu estava curtindo e vibrando em alguma cena, ele mudava para outro momento, outro personagem... uma grande brochada. Sei que ele já havia feito isso nos livros anteriores, porém, acredito que como ele criou vários outros personagens, essas idas e vindas foram bem mais complexas, pois ele precisava dar fim para eles já que não teremos um quarto livro.

     Uma coisa ficou muito clara na minha mente. Desde "A Passagem", Justin Cronin sabia muito bem quem era Fanning, o Zero; quem era Amy, quem era quem nessa história e escolheu mostrá-los no final. Talvez para emocionar o leitor, fazer com que tenhamos mais amor por eles e nos apegarmos para que quando morressem o sofrimento fosse maior. Ele conseguiu!

     Amu, a estrela dos dois primeiros livros, brilhou novamente! A melhor protagonista de todos os tempos!

     O que me faz lembrar de uma coisa:

     Um dia uma menininha pediu ao pai que criasse uma história onde uma garotinha salvasse o mundo. Seu pai então criou a melhor trilogia pós-apocalíptica de todas! A menininha é filha de Justin Cronin e a garota é Amy.

     O melhor da história acontece da Parte III em diante, vinte e um anos depois da descoberta de Bergenford.

     A população está tranquila, não há mais virais, por alguns momentos ele pareciam até "lendas urbanas", mas há um dos Doze esperando que a população baixasse a guarda. A partir daí é uma sequência de tiro, porrada e bomba sem fim.

     Amy está com Carter, o Doze, esperando o ataque. A vida deles parece pairar por fora, como se corresse paralela. 

     Já Zero está com Alicia, que havia fugido sem deixar rastro.

     Nesta guerra de Zero e seus Muitos contra Peter, Michael, Alicia e Amy, o que sobra para nós são as lágrimas.

     Um final épico para uma trilogia perfeita. Tá, encontrei falhas, mas nada neste mundo tira a genialidade do autor.

     Acredite, essa trilogia será lembrada sempre. Será um grande clássico daqui uns anos.

     Amo! Amo muito!

     Recomendo a leitura dos três!



























12 comentários

  1. São livros difíceis..rs
    Apesar de só ter lido A Passagem.
    Pra minha memória bem ruim,a mistura de personagens, os nomes, os tempos...bagunçou um tanto bom minha leitura. Sem contar que são livros enormes...difíceis de carregar pra todo lado.
    Mas não há como negar que o autor sabe prender, mesmo com uma certa enrolação.rs
    Ainda lerei os outros dois que faltam!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Lelê,que bom que gostou.Realmente quando temos personagens novos numa leitura não linear levamos mais tempo lendo para entendermos melhor.Gostei muito do quote dá página 106.Realmente quando nos apegamos a um personagem, quando este morre é um sofrimento.Que bom que a genialidade do autor permanece.Irei conferir.😘❤

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lelê!!
    Não li nenhum dos livros dessa Trilogia A Passagem!! É uma pena mas infelizmente não tive oportunidade de conhecer essas obras!! Gostei bastante da resenha e da indicação!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  4. eu não creio que seja um livro muito a minha cara, mas agradeço pela dica... é ótimo encontrar enredos diferentes
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Acabei não dando muita atenção pra esses livros, apesar de ver muita coisa boa sobre eles. Não sei, ainda não animei pra ler. Mas de toda forma ele parece ser bem bom, está parecendo que foi um bom final para uma boa história. Então ao menos se pegar parece que não iria me decepcionar com o final da trama. Mas e essa coisa das partes dos personagens? Acho bacana quando fazem isso, apesar de que dá nos nervos mesmo quando uma cena está de arrasar e então para e passa pra outra visão. Mas gosto disso, acho que deixa a gente curioso pra saber o que acontece e muitas vezes acabo lendo até mais rápido quando é assim. Aí é coisa de cada um né...

    ResponderExcluir
  6. Olá Alê, tudo bem?

    Logo mais vou iniciar os Doze, lendo sua resenha sei que não me decepcionar nem com o segundo e nem com esse, estou com os dois aqui só na espera e super curioso....o autor é demais.....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Lê!
    bom demais quando uma trilogia termina a contento e deixa o leitor bem feliz!
    Achei lindo Amy ter pedido ao pai para escrever uma fantasia pós-apocalíptica e ele ter atendido ao pedido e ainda tê-la colocado como uma das personagens principais.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nenhum dos livros dessa trilogia. Mas, parecem incríveis, principalmente porque gosto de distopias pós apocalípticas. Se eu tiver a oportunidade de lê-los pelo menos já sei que não irei me decepcionar no final! Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oii Lelê!
    Eu conhecia por nome a trilogia, nunca tinha lido nenhuma resenha dela...gostei mto!
    Vai pra listinha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. ADORO esse tipo de tema mas ainda estou ensaiando para começar essa trilogia.
    Cada vez que vejo uma resenha positiva ela sobe um pouco no ranking de futuras leituras.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Lelê.
    Fiquei bastante curioso. Se você amou, devo amar também, até porque temos gostos parecidos.
    Quero conhecer o Zero!!!

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores, dividindo um vale compras e dois livros.

    ResponderExcluir
  12. Li os dois primeiros livros, A Passagem me conquistou de cara, devorei o livro, simplesmente não conseguia parar de ler, mas Os Doze demorou para sair e quando finalmente li me perdi um pouco na história pq ja não me lembrava muito bem de detalhes do primeiro livro, e sei q se for ler o terceiro vai ser pior ainda, então estou pensando seriamente em reler os dois primeiros para em seguida ler o terceiro, só me falta tempo para isso, já que são todos livros enormes rs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...