Resenha: A Noiva Fantasma

Título: A Noiva Fantasma
Autora: Yangsze Choo
Páginas: 347
Editora: Dark Side Books
COMPRE AQUI: BUSCAPÉ,  SARAIVA,  AMERICANAS,  SUBMARINO,  



Quem estava esperando um livro de terror, pode esquecer. Ou seja, se você não queria ler por achar que fosse uma história que te deixasse com medo, pode pegar seu livro e começar a leitura imediatamente. "A Noiva Fantasma" é um romance que mistura sobrenatural com costumes e cultura do povo Malaio.

"Certa noite, meu pai perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma. Perguntar talvez não seja bem a palavra. Estávamos em seu escritório, eu folheando um jornal e ele no sofá de vime. A noite estava quente e quieta, com mariposas voando em círculos pelo ar úmido, atraídas pela lamparina acesa." 
Pag. 9


É exatamente assim que o livro começa. Já te joga na vida de Li Lan e de seu conflito.

Bem, estamos no final de 1800. Li Lan é uma jovem por volta dos dezessete anos. Ela sabe ler e escrever, teve uma educação básica e sabe se comportar graças a sua Amah (babá ou cuidadora, como preferir). Sua mãe morreu há muitos anos, e seu pai apesar de passar muito tempo em casa, é extremamente ausente, pois ele passa o tempo todo trancado fumando ópio.

"Eu, que fora tão bem educada por meu pai para não acreditar em espíritos, confessava para mim mesma, no calar da madrugada, que Amah estava certa. O fantasma de Lim Tian Ching entrava em meus sonhos." 
Pag. 47

 Acontece que como é costume dos Malaios, a herança da família deve ser passada adiante com o casamento.

A família de Li Lan vive a beira da miséria por causa do vício de seu pai. E um bom casamento poderia mudar completamente a situação financeira de todos.


"A varíola passou por mim deixando apenas uma cicatriz atrás da orelha esquerda. Na época, um vidente disse que eu teria sorte, mas talvez ele estivesse sendo apenas otimista."Pag. 11

E é quando a família do finado Lim Tian Ching oferece casamento para o pai de Li Lan que tudo em sua vida começa a mudar.

Acontece que enquanto a família de Li Lan vive com muito pouco, a de Lim Tian Ching vive no mais total luxo. Comida da melhor qualidade servida em louças de primeira. Uma casa espetacular... Enfim, tudo o que Li Lan nunca teve acesso.

E este casamento poderia lhe deixar bem confortável, além de, claro, seu pai e sua Amah. Portanto, casar com um morto, faria vem para muitos, mas definitivamente seria péssimo para Li Lan, já que ela teria que se manter fiel a um marido que ela nunca viu e nunca veria.

"É uma possibilidade. Alguém que morra de amor pode retornar como uma assombração."Pag. 72
Um belo dia ela vai até a casa da família de Lim Tian Ching para conhecer e conversar com sua possível futura família, e sem querer-meio-que-querendo ela dá de cara com o primo do falecido. Seu nome é Tian Bai, e vai fazer a vida de Li Lan mudar de novo.
"Vi o rosto pálido de Fan, novamente iluminado pelo cadavérico brilho verde que ela perdera  quando entramos na Planície dos Mortos. Ela sorria com um esgar perverso que desapareceu  quando a porta se fechou. Olhei em volta, frenética. Eu estava perdida." Pag. 265
Tudo que eu contei até aqui é só o início da trama. A vida de Li Lan muda tantas vezes que nem tem como eu explicar sem tirar a beleza da leitura. Pois foram justamente as descobertas e as reviravoltas que o livro dá que me deixaram apaixonada.

A autora é descendente de Malaios e conhece bem as tradições de seus antepassados, portanto ela tem bagagem para falar do assunto.

Esse tipo de casamento com os mortos não só é real, como ainda acontece.

Absurdo? 
Talvez.

Curioso?
Com certeza.
"Quando atravessamos a porta, o fraco ruído noturno das ruas desapareceu e tudo que restou foi um silêncio tão profundo que fazia meus ouvidos zumbirem. Era como entrar em um túmulo."Pag. 169
Mais uma coisa que me encantou foi a narrativa. Yangsze Choo é única. Como eu disse, ela é de origem Malaia, mas formou-se na universidade de Harvard, portanto seu conhecimento é imenso, e ela sabe como contar uma história como ninguém.

A jornada de Li Lan é algo encantador e espetacular. Um romance que beira uma grande tragédia, contada de forma sublime e poétic que faz qualquer leitor viajar.
     
"Quando me aproximei da fonte, percebi outra imagem refletida na água, próxima à minha. Era uma forma vaga que logo se definiu a visão de um homem velho vestindo blusa amarrotada."Pag. 121


Além do romance ser lindo, a autora nos presenteia com muitos ensinamentos. E se você adora aprender sobre culturas diferentes, vai se deliciar com este livro, pois a autora conta sobre os costumes, a comida, as roupas, a educação... Tudo. Sabe aquela coisa assim: "Quem são eles? Onde vivem?" Aqui você vai descobrir tudo.

O final não é nada do que eu esperava. Tem hora que penso que gostei, outra hora eu queria outro final. Ainda não decidi. É sempre assim quando um final é diferente do que eu queria.

 Mas até que isso é bom. Afinal, a surpresa também é bem-vinda sempre!!
     
"Alguém chorava, os soluços ásperos como um animal ofegando de dor."Pag. 93


E o que dizer da edição da DarkSide Books?

Não tem como ser mais perfeita!!

Capa dura, diagramação maravilhosa, tudo lindo e incrível. Cada detalhe é bem pensado e casa perfeitamente com a trama. Tudo se completa de maneira única. Uma riqueza de fazer a gente ficar olhando, folheando e, por que não... babando mesmo.

Amei a leitura mesmo não sendo o que eu esperava. Eu amo ser surpreendida de forma positiva.

Leiam!!!




Comente, clique e participe

14 comentários:

  1. Tenho namorado este livro faz um bom tempo já! Não imaginei mesmo que seria de terror, mesmo o título sugerindo isso. Mas quando li pela primeira vez a sinopse, sabia que vinha coisa boa por aí. O conhecer de culturas diferentes, o que pra gente é absurdo, para este povo malaio, é a tradição deles, o que eles aprenderam num passado bem distante e ainda pregam aos seus pequenos.
    O amor em poesia, o medo, a família. Tudo ali, jogado a uma jovem que mesmo tendo uma força incomum, luta com o sentimento mais poderoso que existe, a dúvida!
    Lerei com toda certeza do mundo!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muto a pena viu.O livro é lindo maravilhoso com certeza uma das capas mais bonitas que tenho.E é muito bem escrito.

      Excluir
  2. oi flor, desde a tag li até a página 100 fiquei impressionada com o enredo! a questão cultural explorada é inacreditável!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse e pela capa, agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história que parece ser ótima, também amo ser surpreendida de forma positiva.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lelê.
    Já sabia que não era de terror (infelizmente), mas não imaginava que a premissa da obra tinha sido tão bem desenvolvida. Eu quero muito ler o livro, principalmente porque parece ser uma obra bonita, tocante e que ainda nos permite conhecer melhor a cultura do povo malaio.
    Como quero muito ler o livro, nem vou me importar com a parte romântica. rs

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lelê!!!
    Estou super curiosa com esse livro desde que a Dark side o divulgou, só estava receosa por não ter o hábito de ler livros de terror, mas se trata-se de um romance sobrenatural de fato, entrou definitivamente para os meus desejados! E depois da resenha eu quero saber quem é Fan e se "rola um lance" com o fantasma ou com o primo dele rsrsrs...
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  6. Oi Le!
    To mega curiosa com esse romance, também achei que vindo da Dark tinha uma pegada mais sombria ou de terror, mas parece que me enganei, mas sem problemas pois amo sobrenatural, é um dos meus estilo preferidos! A edição está um luxo mesmo, o livro é lindo, daquele que a gente bate os olhos e quer! Grande Beijo!
    Paula Juliana - Overdose
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/06/resenha-quando-o-amor-e-o-destino-se.html

    ResponderExcluir
  7. Lelê, eu sou um dos que esperavam que o livro tratasse disso, e muito por causa do catálogo da editora ;) mas é muito bom saber que o livro surpreende e, de quebra, ainda nos apresenta a uma cultura que não temos muito contato, como a malaio. Mais uma vez a Darkside nos deixando com vontade de ler ;)

    Dois abraços!

    ResponderExcluir
  8. Olá Alessandra,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, não imagina uma história assim e confesso que fiquei com muita vontade de ler, dica anotada...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Tenho bsoluta certeza que esse volume é um forte concorrente para ser o meu favorito do ano! ótima resenha , fiquei mais intrigada com a Estória :D, E a capa é maravilhosa ;]

    ResponderExcluir
  10. Amei sua resenha.
    Há tempos namoro esse livro mas sempre ficava na divida se comprava ou não. Agora vou adquirir.
    Bjão!
    http://arabesqueando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Excelente livro, já li duas vezes. Recomendadíssimo!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...