#Resenha: Crenshaw - A Fome da Imaginação

  

Título:  CRENSHAW - A Fome da Imaginação

Autora: Katherine Applegate

Páginas: 223

Editora: Plataforma21





COMPRE AQUI: BUSCAPÉ,  SUBMARINO,  AMERICANAS,  AMAZON

















     Resolvi terminar o ano com algo fofo, gostoso, leve, mas que tivesse um conteúdo bacana, que transmitisse esperança.

     "Crenshaw" foi uma escolha bem acertada.

    
"Eu estava vendo o lado positivo da situação. É melhor ter um carro grande que um pequeno quando a gente está morando nele. E é melhor ter uma caixa num carro que uma caixa na rua."
Pag. 97


     Jackson é um garoto que tenta basear sua vida em fatos, tenta ser bem pé no chão, mas ele é só um garoto!

     Ele vive com seus pais, irmã caçula e sua cadelinha em uma casa simples com cada vez menos móveis, menos coisas, menos comida... A vida não tem sido fácil para eles. O pai está desempregado, a mãe trabalha meio período como garçonete, o aluguel está atrasado e o medo que ele tem mais é de voltar a viver dentro do carro.

     É neste momento que chega um super gato, grande, peludão, engraçado e imaginário. Mas essa não é a primeira vez que este gato chamado Crenshaw aparece na vida de Jackson.


"Minha mãe me disse que problemas com dinheiro chegam de fininho. Ela disse que é como pegar uma gripe. Primeiro você sente uma coceira na garganta, então tem uma dor de cabeça, e daí talvez comece a tossir um pouco. De repente, está na cama rodeado por uma pilha de lencinhos e, pondo os pulmões para fora."
Pag. 87


     A primeira vez que Crenshaw apareceu foi quando a família passou por uma grande crise financeira que os levou a morar um tempo dentro do carro, passando a depender de doações e esmolas. Crenshaw teve um papel importante nesta época, trazendo esperança ao garoto.

     Quando a família se estabeleceu novamente, o amigo foi deixado de lado até ser esquecido.

     Porém, vendo os pais fazerem constantemente aquelas vendas de garagem e tendo seus brinquedos e móveis indo embora, o medo volta e traz seu antigo amigo para lhe ajudar novamente.


"Eu amava minha família. Mas também estava cansado da minha família. Estava cansado de sentir fome. Estava cansado de dormir numa caixa."
Pag. 122


     Desta vez Crenshaw não irá só confortá-lo, mas fazer com que ele encare a verdade sem que o peso lhe caia sobre seus ombros.

     O livro é narrado pelo ponto de vista de Jackson, o que deixou a história bastante emocionante, mas ao mesmo tempo com muita inocência e uma boa carga de sofrimento. Queria trazê-los pra casa.

      Mas este livro me fez pensar muito como mãe. O que devemos compartilhar com os filhos? É legal não explicar sobre os problemas? Essa "proteção" que os pais tendem a ter com os filhos é benéfica até que ponto?

      Claro que as crianças entendem tudo o que se passa, às vezes elas até enxergam com outros olhos, mas, no fundo elas sabem quando há um problema.


"E neste exato momento eu soube, do mesmo modo que a gente sabe que vai chover muito antes de as primeiras gotas caírem sobre o seu nariz, que algo estava prestes a mudar."
Pag. 90


     Eu já havia me encantado com a autora em "O Grande Ivan" (resenha aqui), e em "Crenshaw"  meu amor foi confirmado. Sou definitivamente fã.

     Independente de todos os problemas da família, em nenhum momento o amor foi questionado. Teve seus altos e baixos, muitas lágrimas rolaram, mas não faltou "eu te amo" pra ninguém. E isso que me deixou com mais calor no coração.

     A capa é maravilhosa, a diagramação é linda demais! A Plataforma21 fez um trabalho impecável! Amei! Amei muito!

     Recomendo para todos. Crianças, jovens, adultos... Todos que gostam de histórias bonitas e que tragam um calorzinho gostoso no peito.





























11 comentários:

  1. Só de olhar a capa a gente sente vontade de abraçar o livro.
    E ao ler a resenha, é possível ver o sofrimento do menino, a amizade, o desejo de consertar o mundo. Mas ao mesmo tempo, tem outro ponto fortíssimo: Família.
    Livros assim tem o poder de nos tocar a alma e eu senti isso em cada linha da resenha.
    E se puder, lerei com certeza!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. oi flor, que leitura bacana, fiquei muito curiosa! achei leve, emocionante na medida certa, dica anotada e quero desde já!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!!
    Achei super lindo, e me emocionei com a historia do menino impossível não ficar com pena e entrar no livro com vontade de ajudar srsrrsr, e realmente tentar explicar a uma criança o que está se passando é muito complicado dependendo da idade mais pelo menos pelo que eu percebi é uma família unida isso também é muito importante, e esse gato super lindo amei.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    Fiquei bem tocada pela a premissa desse livro, sem dúvida é um história bem emocionante e realista em vários sentidos. Amei a resenha, a capa que é uma gracinha!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Awn!!!
    Já quero!! Pelo visto o livro é lindo!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Lê!
    Gosto demais de literatura infantil e amei ler O Grande Ivan.
    Aqui a autora aborda um problema constante nas famílias que é esconder os problemas das crianças.
    Quero poder ler esse livro também.
    Desejo uma semana de luz e paz!
    “A dúvida é o princípio da sabedoria.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Que coisa mais amada <3 <3 adorei demais a resenha e já quero esse livro pra contar pro meu pequeno!
    Esse tipo de história nos faz refletir sobre o quanto fomos agraciados pela vida e o quão pouco temos a reclamar, né? Tenho certeza que choraria demais com essa leitura.

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  8. Que capa mais linda!!!
    Eu amei conhecer, e claro, já qro!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, Lelê.
    O livro parece ser muito bonito e ainda falando de um assunto tão difícil: o contato das crianças com problemas sérios.
    A forma que foi tratado o assunto parece ter sido bem especial.
    Quero conferir.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores, dividindo 4 livros.

    ResponderExcluir
  10. Tive um amigo imaginário que minha mãe inventou pra mim por não ter irmãos e alguém para brincar quando era criança então sei bem como é rsrs Sou professora e posso dizer que é incrível o quanto uma criança entende dos problemas da família. Fiquei bem interessada no livro.

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Quero esse livro! A capa é fofa e penso que a mensagem, mais ainda.
    Adorei a resenha. Livro na lista.
    Leituras desse estilo, encantam de uma foram especial.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...