Tô Pensando em Contos... QUEM TÁ NO RINGUE É PRA BRIGAR




QUEM TÁ NO RINGUE É PRA BRIGAR





     Quem pensa que a vida de um segurança é fácil, não sabe o que diz. Ainda mais quando a jornada é dupla.

     Chego cedo todos os dias no Tribunal Regional do Trabalho na Rua da Consolação em São Paulo, e três noites por semana eu uso um uniforme muito parecido com este que uso no Tribunal, só que numa casa noturna na Rua Augusta.

     O que eu ganho durante essas noites ajuda muito no orçamento, mas o que mais me atrai é a loucura da vida dupla. E aqueles caras escandalosos adoram encher minha sunga de notas, só pra dar uma apalpadinha. Não penso em parar com isso tão cedo. Afinal, aos vinte e oito anos e com o corpo em forma, não tenho motivo nenhum pra parar. Só tenho medo de uma coisa, ser descoberto no meu trabalho diurno. Todos lá são tão sérios e tão certinhos, não dá nem pra imaginar um daqueles engravatados rebolando na pista.

     Mas pensando bem, será que algum deles conseguiria imaginar o sério segurança rebolando no palco?

     Hoje é quinta-feira, o dia passou rápido, o movimento no Fórum foi intenso. Muito entra e sai de todo tipo de gente; algumas pessoas mais simpáticas, outras mais irritadas e quase ninguém feliz. Principalmente o Juiz Mauro. Nada simpático e nem um pouco feliz. O cara passa pelo corredor parecendo um furacão dando gritos e broncas a torto e a direita. Quando ele olha na minha direção eu até tento ficar firme, mas seu olhar é tão severo que é impossível não abaixar a cabeça. Cara arrogante.

     Mas eu estou feliz, esta noite tem show e estou muito animado. Desenvolvi uma coreografia nova e não vejo a hora de me jogar, quero arrebentar e voltar pra casa cheio da grana.

     Saio do Tribunal assim que cumpro meu horário e paro em um barzinho na Paulista pra comer alguma coisa. Tenho algum tempo até seguir para a noitada.

     Pouco tempo depois estou cumprimentando outro segurança:

     - E aí? Boa noite! - digo para Adam, o segurança da casa noturna.

     - Salve, Givanildo! Tá preparado pra hoje? Me disseram que teremos um aniversariante esta noite. Pelo jeito vai lotar.

     - Ah, é? Não sabia. Bom, então vou me preparar. - digo e dou um tapa no ombro de Adam, já passando pela entrada e indo para o camarim.

     Enquanto me arrumo, ouço o som de músicas eletrônicas darem as boas-vindas para os primeiros baladeiros da noite.

     O gerente entra no camarim e diz que farei uma dança a mais. Depois da minha apresentação, terei que fazer as honras para o Aniversariante, levá-lo ao palco e dar-lhe "o Presente".

     Confesso que quando sou escalado pra isso fico muito feliz, Geralmente o aniversariante já está bêbado e mão aberto. Como eles dizem: "Adoro!".

     Estou pronto, escuto minha música. O show vai começar.

     Apresento minha super coreografia cheia de acrobacias sensuais que deixam os frequentadores enlouquecidos. Chove dinheiro no palco, gritos estridentes são ouvidos. Tudo está perfeito.

     É hora de tirar o aniversariante pra dançar. Vou até a mesa reservada e encontro o felizardo quieto debaixo do chapeuzinho especial da casa. Chego só de sunga e vela acesa na mão, e só quando olho pra ele é que vem o susto. É o Juiz Mauro. Fico sem ação, ainda mais porque ele está muito sério. Sinto até medo do olhar sinistro que ele me lança. Foram segundos intermináveis. A minha sunga parece menor agora, a vela na minha mão parece uma coisa muito indecente.

     De repente o Juiz se levanta, bate as mãos na mesa, olha pra mim e diz:

     - Givanildo, quem tá no ringue é pra brigar. Uhuuu!!

     O Juiz Mauro coloca uma língua de sogra na boca e assopra na direção do meu mamilo.

     - Uhuuu!!!














https://www.facebook.com/blogtopensandoemler


















9 comentários:

  1. Hahaha
    É por isso que eu amo as quarta-feiras!!!
    Cada dia é um conto que nos surpreende de alguma maneira. E esse foi cômico. Sem contar a imagem de Magic Mike(amo).
    Não poderia ter terminado diferente.
    Adorei!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lelê.
    Ficou divertido e muito inteligente. Quem iria imaginar essa reação do juiz? Simplesmente adorei.
    Ótimo conto.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de junho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Ótimo conto, muito divertido! A criatividade é a base de tudo. E o final foi show. Adoro esses contos. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. e no fim todos nós temos os nossos próprios segredos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lelê! Caramba! Ninguém conhece o outro totalmente, quem diria que o juiz iria surpreender o Givanildo desta forma. Adorei.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá!!
    Adoreeeeeeeeiiiiii!!!!!! Esse juiz me surpreendeu heim! Quem imaginava!!!
    Parabéns!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Adorei esse conto, esse final está surpreendente, apreensivo e divertido e o titulo fez todo o sentido !!

    ResponderExcluir
  9. To amando esses contos ♥♥ Amei a vida dupla e as preocupações que o protagonista carrega, o final foi muito bom, porque eu gosto mesmo é do estrago rs, e quem ta no ringue é pra brigar 👊😂😂😂👏👏👏👏 Me fez da muita risada !

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...