Divulgação: Pavana

Lá vem a Pavana com novidades de fazer a gente babar horrores!!!

Confira:





JUVENTUDE BRUTAL
ANTHONY BREZNICAN

LANÇAMENTO EM MAIO





Sinopse:

Ingressar no segundo grau é o primeiro passo de Peter em direção à vida adulta, mas seu caminho será difícil. Logo no primeiro dia de aula, as tensões explodem quando um aluno, traumatizado por meses a fio de abuso verbal e trotes cruéis, desfere um violento ataque contra os dois colegas que o atormentavam.

Em meio ao tumulto desesperador, Peter se torna amigo dos também calouros Noah Stein, um garoto instável que leva no rosto as cicatrizes de um passado difícil, e Lorelei Paskal, uma menina linda e solitária que, empenhada em se tornar popular, só consegue fazer inimigos.Tratando de um assunto familiar e oportuno, este livro revela com inteligência os meandros do bullying juvenil, e as dinâmicas que criam, ou favorecem, a aprovação e a perpetuação da violência. Comovente, intenso e com toques de humor, Juventude brutal acompanha os alunos da St. Michael em sua descoberta de que, muitas vezes, abraçar a maldade pode ser a única maneira de sobreviver.




Criticas:

“Todos os valentões que te perseguiram, todos os professores sádicos que te infernizaram, todas as brincadeiras estúpidas, todas as paixões, todos os falsos amigos – está tudo aqui, junto com alguns jovens que se unem para tentar fazer a coisa certa em um ambiente cruel. Às vezes divertido, às vezes aterrorizante, Juventude brutal é um tour de force, uma façanha, um Juventude transviada do século XXI.”
STEPHEN KING



“Juventude brutal é um dos livros mais fascinantes que li nos últimos tempos. Breznican fez um trabalho fantástico, criando personagens apaixonantes, que nos fazem viver a sua dor e vibrar com as suas conquistas.”
JAMES DASHNER, autor da série MazeRunner



“Em Juventude brutal, Anthony Breznican retrata toda a loucura selvagem da vida escolar, na qual sobrevive o mais forte. O retrato que ele pinta dos adolescentes – e dos supostos adultos que cuidam deles – é divertido e penoso, mas sempre preciso.”
GILLIAN FLYNN, autora de Garota exemplar



MAIS SOBRE A OBRA

O cenário onde se desenrola a trama de Juventude brutal, livro de estreia do americano Anthony Breznican, é a escola de segundo grau St. Michael, cuja reputação costuma atrair adolescentes com histórico de expulsão, delinquentes em geral e religiosos estridentes, que criam um ambiente dominado por um darwinismo perverso: para sobreviver ali é preciso resistir à crueldade do grupo – ou então perpetuá-la.

Na St. Michael, os calourossão vítimas de todo tipo de trote e ridicularização por parte dos veteranos, que reproduzem a humilhação que sofreram quando estavam na mesma posição. Assim, os novatos Noah, Peter e Lorelei se veem no degrau mais baixo da feroz hierarquia estudantil, parte de uma violência institucional muitas vezes autorizada por professores e funcionários. O primeiro mostra-se resistente às humilhações impostas pelos alunos mais velhos, enquanto os outros dois tentam fazer acordos para tentar se livrar do tormento diário. Em busca de popularidade, Loreleis acrifica valores e amizades. Juventude brutal acompanha os três colegas durante o primeiro ano do ensino médio, e a inevitável transformação pela qual eles passam.

Os personagens são bem caracterizados, e sua história pessoal é espaçada ao longo do livro, revelando, aos poucos, suas motivações interiores. É aí que a história ganha elementos de suspense – o Padre Mercedes, por exemplo, guarda um segredo que pode ser responsável pelo fechamento da escola no ano vindouro.

Tratando de um assunto familiar e oportuno, este livro revela com inteligência os meandros do bullying juvenil, e as dinâmicas que criam, ou favorecem, a aprovação e perpetuação de tal violência. Comovente, intenso e com toques de humor, Juventude brutal acompanha os alunos da St. Michael em sua descoberta de que, muitas vezes, abraçar a maldade pode ser a única maneira de sobreviver.




SOBRE O AUTOR

Anthony Breznican nasceu e cresceu na Pensilvânia. Graduado pela Universidade de Pittsburgh, trabalhou como repórter para os veículos The Arizona Republic, Associated Presse USA Today. Atualmente, é editor sênior da revista Entertainment Weekly, para a qual escreve sobre cinema e música.

Breznican buscou inspiração em suas experiências adolescentes para contar uma história de amizade e coragem, de violência e assédio moral, de mentiras cortantes e verdades escondidas em uma narrativa tão contundente que é impossível chegar indiferente à última página.
Ele mora em Los Angeles com a esposa e os dois filhos. Juventude brutal é sua estreia como escritor.






 
















10 comentários:

  1. Oieee cheguei primeiros nos comentários que legal....
    o/
    #Pessoa animada...
    :)
    Não conheço a editora sabes... mas fiquei curiosa parabéns pela divulgação!
    Beijos

    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Alessandra,

    Não conhecia o livro, mas parece interessante....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que temática chocante , fiquei muito surpresa com esse livro e ainda mais,, muito curiosa ao ler a sinopse, querendo esse livro p ontem , srsrss,

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lelê.
    Esse livro Juventude Brutal parece ser uma obra incrível e, sem dúvidas, vou querer ler. É exatamente o meu tipo de leitura. Adoro algo mais crítico algumas vezes.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. Oiiêê
    adorei conhecer o lançamento da Pavana gosto bastante da editora
    e acho os livros bem bacana, espero poder comprar o Juventude Brutal, tem uma capa
    muuito diva e a sinopse nem se fala né,
    Bjks

    Passa Lá No Meu Blog: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. O livro parece ser ótimo, gostei muito da sinopse e das críticas, fiquei bastante interessada me ler!

    ResponderExcluir
  7. Oi Lele! Eu só parei para conferir porque estava no seu blog, se estivesse em uma livraria e visse a capa não daria atenção, achei muito pouco atrativa, só que adorei a premissa, gosto de livros com esta temática, a Pavana está arrasando nos lançamentos. Preciso parar de julgar o livro pela capa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. flor, não é o meu tipo ideal de livro, mas espero que seja bem quis-to entre os leitores
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Puxa..que título e sinopses são estas???
    Adorei o tema. Numa época o pré-conceito estabelecido em gerações a fio, se manifesta ainda mais cru e vivo.
    A violência sem medidas, a juventude sem rumo..
    Adorei e preciso ler!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...