Resenha: Arrabal e a Noiva do Capitão


Título: Arrabal e a Noiva do Capitão

Autora: Marisa Ferrari

Páginas: 368

Editora: Novo Conceito

Resenhado por: Eri Guimarães


COMPRE AQUI: SUBMARINO,  AMERICANAS,  SARAIVA,  CULTURA,  FNAC












     Esse livro eu conheci na 23ª Bienal Internacional de São Paulo e no final de 2014 foi anunciado que ele viraria minissérie da Rede Globo. Com isso minha curiosidade foi para as alturas.

     Para quem me acompanha há mais tempo, sabe que sou louca por livros que tem a Itália como cenário, assim como adoro histórias de época. E também sou louca por tramas
envolvendo gêmeos. E “Arrabal e a Noiva do Capitão” é simplesmente tudo isso e um pouco mais.

     Giordano e Giuseppe Romanelli são gemeos identicos. Vindo de uma familia tradicional e nobre de Nápoles tiveram uma infancia tranquila. Apesar de sua mãe sofrer dos nervos e do pai com espectativas exigentes, os dois tinham um futuro todo promissor pela frente.

     Giuseppe se tornou um pária para sua familia por ser um espirito livre. Um ator, empreendedor das artes, chefe da Trupe La Compagnia di Teatro I Trovatori Del Re! Com seu carisma conseguiu atrair pessoas simples e as transforma-las em artistas, em sua nova familia. E assim, deixou seu nome para trás e adotou o pseudonimo Arrabal.

     Em contrapartida, Giordano se tornou capitão-chefe da guarda do rei. Sério, compenetrado. É o sonho e o orgulho de seu pai sendo realizado. Giordano é o completo oposto de Arrabal, por muitos é considerado uma pedra de gelo, gentl, mas muito frio.

     Há mais de dois anos o destino dos dois irmãos não se esbarrava. Pela primeira vez em todo esse tempo os dois estão em Nápoles e tudo seria tranquilo, se eles não tivessem conhecido Luigia di Medinacelli.

     E a partir do momento em que os dois irmãos colocam seus olhos sobre a jovem Luigia, o destino deles terá uma reviravolta que nenhum deles poderia imaginar.

     A narrativa da Marisa Ferrari me surpreendeu, ela tem um ar de passado, como algo escrito no século XVIII. A descrição de Nápoles, sua cultura, comidas é algo tão real, que a imaginação não teve problema em criar os cenários.

     E os personagens saltaram do papel. Cada um, desde os protagonistas até os secundários, pulsavam uma energia que me surpreendeu. Cada um teve uma importancia na trama e se fizeram necessários.

     A trama em si foi muito bem amarrada. Pra mim não chegou a ser surpresa como terminou, mas foge muito do previsivel. Gostei da forma como tudo se desenrolou e principalmente das explicações.

     O trabalho de pesquisa da autora é admiravel. Depois de ler fui pesquisar um pouco e percebi que ela se embasou bem na História. O que deixou a leitura muito mais empolgante.

     E agora estou completamente ansiosa para ver como essa história intensa, cheia de cor, artes, musica, e a tensão entre o amor de dois irmãos pela mesma mulher traduzido na minissérie.

     Se você quer uma história que te faça pensar, suspirar, e se encantar com outra época “Arrabal e a Noiva do Capitão” é o livro certo. Super recomendo!


















8 comentários:

  1. Sabe, eu sou apaixonada por Barcelona..rs viajava nos cenários construídos por Záfon..rs A Itália nunca foi meu forte, mas amo essas descrições..esse imaginar o cenário e se colocar lá.
    Não conhecia o livro,mas admito que fiquei encantada com a premissa. Sou uma apaixonada, uma romântica incurável..e uma grande história de amor sempre mexe com minhas emoções.
    E pelo que li acima, este livro contém tudo. Cenário, paixões, disputa entre irmãos...
    Com certeza, pretendo ler!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Nossa também curto muito livros que tem a Itália como cenário, sou louca por tramas envolvendo gêmeos, o livro parece ser ótimo, estou doida pra ler.

    ResponderExcluir
  3. Olá Alessandra,

    Li esse livro e gostei bastante, a autora escreve muito bem e a época e lugares foram bem escritos, também recomendo a leitura....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. oi flor, eu tenho esse livro, mas não sobra tempo pra ler, essa é a verdade! depois dessa sua resenha apaixonada é obrigação encaixá-lo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. A princípio confesso que o livro não me interessou, Lelê. Mas depois que você mencionou a qualidade da narrativa e os excelentes personagens, certamente vou dar uma chance.
    Excelente dica.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Que legal eu estou super curiosa....
    com esse livro ainda mais que terá adaptação para teve :)
    beijos enormes
    e parabéns pela resenha me deixou com mais vontade ainda de ler...
    www.cantodadomino.blogpost.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu quis ler este livro desde que botei os olhos nele, como sou parceira na Novo Conceito cheguei a te-lo aqui em casa, guardei por um tempo, mas como não tive tempo de resenha-lo, acabei passando para outro resenhista. Já tinha me arrependido e agora lendo sua resenha me arrependi ainda mais. Fiquei com um pouco de medo do final não ser a meu contento, mas já coloquei o livro na minha lista de aquisições, dessa vez não vou desistir dele.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  8. Curto bastante histórias de época, mas eu tenho que me interessar muito mesmo pra criar ânimo e ler. Ás vezes acabo cansando da leitura por não ter muito conhecimento sobre a época tratada. Será que vira minissérie mesmo? Eu gostaria de assistir, talvez me interessasse mais...

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...