#Divulgação: Caminhos do Exílio - Geração Editorial

Livro traz os problemas de família exilada na ditadura militarPor longos 16 anos, Thereza e José Maria Rabêlo passaram por alguns países e
muitos desafios sem poder voltar à pátria e, a partir dessas experiências, escreveram obra em que relembram os golpes de 54 e 64





Sinopse:O livro reconstitui o contexto em que sucederam os golpes, de 1954 contra o presidente Getúlio Vargas, e de 1964, contra o presidente João Goulart. Relembra também a derrubada de Salvador Allende, no Chile, em 1973, mostrando as impressionantes semelhanças entre aqueles três acontecimentos e o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Entre suas revelações, está a da preparação do assassinato de Goulart, em 21 de abril de 1964, na Praça da Estação, em Belo Horizonte, que só não ocorreu devido ao golpe. Outra revelação é a da organização de um exército paralelo de 50 mil homens, financiado pelos EUA, para ser usado pelos golpistas, em episódio que poderia ter levado à divisão do Brasil em dois países, “uma Coreia em dimensões continentais”. O livro descreve igualmente a trajetória da família Rabêlo, em seu longo exílio de quase 16 anos, na Bolívia, no Chile e na França, e os desafios que teve de enfrentar.



Sobre os autores:
JOSÉ MARIA RABÊLO – Jornalista. Fundador e diretor do jornal Binômio, considerado um dos precursores da moderna imprensa alternativa brasileira. Trabalhou nos mais importantes jornais brasileiros. Em 1964, em virtude de sua atividade jornalística, teve seus direitos políticos cassados pela ditadura, sendo obrigado a exilar-se. Permaneceu 16 anos no exílio, na Bolívia, no Chile e na França. É autor dos livros “Binômio – O jornal que virou minas de cabeça para baixo”, “Diáspora”, “Residência Provisória (Poemas)”, “Belo Horizonte – Do Arraial à Metrópole – 300 Anos de História”, “Cores e Luzes de Belo Horizonte”. Co-autor de “A formação histórica de Minas Gerais” (no prelo). Colabora igualmente em diversas publicações alternativas, como o “Bafafá”, “O Trem Itabirano”, “O Cometa Itabirano”, além da revista “Pauta”, do Sindicato de Jornalistas Profissonais de Minas Gerais. É diretor da Editora Passado e Presente e vice-presidente da Casa de Jornalistas de Minas Gerais.
THEREZA RABÊLO – Economista. Em companhia de José Maria, viveu quase 16 anos no exílio. Em Santiago, Chile, foi diretora de La Librería de las Ciencias Sociales e em Paris, França, da Librairie-Centre des Pays de Langue Espagnole et Portugaise. É autora e co-autora dos seguintes livros: “Mémorias do Exílio das Mulheres”, “68 – A Geração que queria Mudar o Mundo: relatos”, “Diáspora”, “O Melhor do Eu”, “Leitora”. Falecida em 2013.




Na primeira edição no ano de 1996, Caminhos do Exílio, escrito por José Maria Rabêlo e Thereza Rabêlo, esteve totalmente esgotado e, após 20 anos, o jornalista preparou uma nova versão, publicada pela Geração Editorial.
A obra é rigorosamente atual, ao mostrar as extremas semelhanças entre os golpes contra Getúlio Vargas, em 1954, João Goulart, em 1964, e Salvador Allende, no Chile, em 1973, e o recente processo de impeachment de Dilma Rousseff. “Houve, naqueles episódios – diz Rabêlo – um conluio das forças conservadoras para deter o avanço das conquistas sociais”.
No livro, os autores contam fatos até hoje desconhecidos ou pouco conhecidos, como a preparação do assassinato do então presidente João Goulart em um comício em Belo Horizonte, reproduzindo aqui a tragédia da morte do presidente John Kennedy nos EUA, ocorrida poucos meses antes. O crime só não aconteceu porque o golpe o tornou desnecessário. Revela também, segundo o autor, os planos dos golpistas para uma guerra prolongada, caso houvesse resistência por parte de Goulart e seus aliados, que poderia ter levado à divisão do Brasil em dois países, “uma Coreia de dimensões continentais”, nas palavras de um de seus idealizadores.
Para contarem um pouco do caminho que o exílio os levou, os autores relatam como as dificuldades com línguas estranhas, a adaptação a realidades tão diferentes da nossa, a busca de trabalho, a educação dos filhos, o distanciamento dos amigos e parentes, as saudades do Brasil.
Como na edição anterior, o livro está dividido em três partes. A primeira, ‘As Lições do Exílio’, com texto de José Maria Rabêlo, integralmente reescrita e atualizada. As duas outras, ‘Um Longo Hiato em nossas Vidas’, de Thereza Rabêlo, já falecida e, ‘Uma Família Brasileira no Exílio’, entrevista feita com os autores na época, por Iza Freaza, publicada no jornal Pasquim.













8 comentários

  1. Acho que tudo que vasculhe nosso passado turbulento, ainda mais nessa parte da nossa história, é válido demais!!
    Ainda mais assim, quando ainda há tanto o que contar e mostrar!
    Se possível, quero muito conhecer o livro!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. muito interessante até mesmo pelo fato de recontar uma parte da história do nosso país
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho mta vontade de ler esse livro, já quase peguei pra comprar, mas fiquei na dúvida por ser uma história tão marcante... Vou dxa pra próxima listinha de metas...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Le!
    encantada com o primeiro capítulo, já quero a leitura do livro, porque fala de uma época que foi bem complicada para o país e para as pessoas.
    Deve ser um livro intenso.
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Eu preciso estudar Ditadura Militar, infelizmente não cheguei a aprender isso no ensino médio (o cronograma não deu tempo porque a professora faltava demais). Fiquei interessado em ler justamente por isso, por querer aprender mais sobre a ditadura e não só pelos "olhos" do MEC/professores. Ah, também quero ler por amar história e claro pelo livro aparentar ser interessante também.

    Abraço õ/
    http://livrosamoremais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lê.
    Valeu pela dica!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Acho interessantíssimo esse tipo de leitura, embora eu nunca tenha me embarcado em uma. Preciso começar a sair um pouco da minha zona de conforto e adquirir mais cultura sobre o que aconteceu aqui e no mundo.
    Um abraço!

    https://twitter.com/ptravessoes/status/808123120066367489

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lê!!
    Adorei a indicação de leitura!! É um bom livro para que gosta de história sobre a Ditadura Militar.
    Beijoss

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...