#Resenha: O Grupo

   
Título: O Grupo

Autor: Saulo Moreira

Páginas: 232

Editora: Pendragon

Skoob



COMPRE AQUI: AMAZON, CULTURA,  PENDRAGON














     Ai, esses amigos... essas amizades... é cada uma que aprontam!!

     Em "O Grupo" vamos conhecer nove amigos que são bastante diferentes entre si. Cada um carrega sua dose de dúvidas e problemas, alguns mais sérios, outros são só neuras, mas o mais importante é que todos gostam da mesma coisa: RPG.


"Juntou força e respirou fundo, puxou-o para próximo de si, deixou o corpo do jovem sentado, abraçou-o deu um forte impulso com seus joelhos e tornozelos, levantando-se abraçado ao corpo. Ergueu-o com certa dificuldade, estava cansado e a vítima não era tão leve."


     Justamente por causa do RPG é que toda a carnificina tem início.

     Acontece que um maluco quer limpar o mundo das maldades satanistas deste jogo.

     Quantas vezes já ouvimos dizer que RPG é coisa do capiroto? Que o vício do jogo é coisa do cramunhão? Que esse jogo cheio de magia e violência só pode vir lá do ser tinhoso?

     Pois é. Baseando-se nisso é que surge o vilão deste grupo de amigos.

     Os jogadores em questão começam a ser perseguidos sem que haja uma correria. Tudo é sutil, o assassino simplesmente aparece com sua voz metálica e seu sadismo maquiavélico; ele vem com o intuito de vingar algo que no início é inexplicável e acabar de vez com o jogo, mas na verdade essa caça às bruxas, nada mais é do que um outro jogo ainda mais violento.

     Saulo Moreira é um escritor  corajoso e ousado. O livro traz cenas picantes e mortes bem detalhadas, do jeito que eu gosto, mas essas descrições nem sempre são bem-vindas. Vou explicar:

     O Saulo descreve tudo, não só a cena, mas também o ambiente, o local... tudo mesmo, por vezes isso é bacana, pois o leitor consegue visualizar todo o cenário que até então só estava na mente do autor, mas por outro lado não deixa nada para nossa imaginação.

     Porém, confesso que "ver a faca entrando no corpo e ouvir o sangue pingando, é bem empolgante". Então, essas descrições são ótimas em um momento, e nem tanto em outros. Basta dosar. Seguir a regra "show-me, don't tell-me", é o melhor conselho que posso dar.


"Ele viu algo descer pela manga daquele manto branco, não conseguiu descobrir o que era."


     Outra coisa que tenho certeza que todos gostam é a conclusão, a moral da história, a explicação final.

     Bem, no final tudo fica claro e bem explicado. Toda a motivação do assassino. O pagamento do mal para o mal.

     Claro que eu prefiro um belo assassino sanguinário. Queria que todos tivessem morrido sem explicar nada, inclusive o assassino. Só queria sangue espirrando mesmo. Hahahaha. Tá, mas essa sou eu e vocês já me conhecem.

     No mais, eu adorei conhecer as letras do autor. Foi um prazer ler este livro. É o tipo de livro que você começa a ler e nem vê o tempo passar, quando se dá conta já se passaram horas e você precisa dormir, mas a vontade de terminar a leitura é quase maior do que a necessidade de descansar.

     Adorei! Recomendo!!










11 comentários:

  1. Adoro livros que autores escrevem cada detalhe!!!
    Apesar de eu não ser fã de livros assim gostei do que você citou sobre como o autor descreve os detalhes da historia posso me imaginar como realmente é tudo perfeitamente, e também adoro uma boa explicação bem entendida no final que não surge nenhuma duvida depois, realmente admiro tudo isso.
    Até mais!!

    ResponderExcluir
  2. Não me recordo se foi aqui mesmo no blog que vi a chamada para este livro e já fiquei super curiosa.
    Mesmo não sendo fã de jogos e nem sabendo de fato o que é RPG, me peguei aqui querendo ler o livro e conhecer os personagens mais a fundo!
    Vai para a listinha de desejados!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte do jogo é mais o pano de fundo, dá pra entender o enredo sem ser fã de jogo, o que você precisa saber eu explico. felizmente, tive leitores que jogam RPG, que só tinham ouvido falar e alguns que nunca tinham visto nada sobre, felizmente, todos gostaram.

      Excluir
  3. Obrigado pela resenha, o excesso de descrição foi coisa de RPGista e Tolkiniano. rs
    Isso eu já mudei, não fico descrevendo tudo mais, principalmente cenário. Fico feliz por ter gostado. Excelente resenha, mês que vem sai um livro novo na amazon, te recomendo a leitura para ver como já consegui melhorar as descrições.

    ResponderExcluir
  4. oi Lê a trama parece bem legal, um tanto diferente do que eu estou acostumada a ler, mas igualmente talentosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parece bem doido esse livro. E quem nunca ouviu falar nessas coisas de jogo ser viciante por causa da tal entidade demoníaca no meio? Ai ai...
    Ele tem um jeito bem sangrento pelo visto e muito detalhado. Achei interessante. Um tanto diferente também, daria uma leitura legal de conferir.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lelê.
    Não me animo muito com esse tipo de leitura, mesmo que seja sobre RPG.
    Me pareceu ser meio de terror, então não é pra mim!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Olá Lelê! Não me lembro da resenha q eu li desse livro, mas lembro q o enredo em agradou bastante, e agora com a sua resenha me refrescou a memória...
    Fiquei curiosa pra conhecer mais detalhes...
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Lê!
    Um livro bem propício pra a época...
    Adoro livros bem descritivos, onde todas as cenas e cenários são bem detalhados e ainda mais com um final coerente, onde podemos saber o porquê de tudo acontecer, deve ser uma ótima leitura.
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Oi!!
    Esse livro parece se muito interessante!! Gostei bastante de conhecer um pouco sobre a premissa do livro e fiquei muito curiosa para ler essa história.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Caramba, que ideia sensacional para um livro! Queria ter pensado nisso primeiro e lançado, viu? Eu sou uma grande fã de rpg (embora tenha jogado apenas os onlines de forum), e ver isso em um livro de suspense é simplesmente incrível. Vou procurar saber mais sobre ele.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© To Pensando em Ler - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo