Divulgação: Editora Aleph

Se antes este livro já estava na minha lista de desejados, agora com essa capa nova ele deu um salto!! Tá lá no topo da lista!!

Confira:







A mão esquerda da escuridão volta às prateleiras em nova edição

Esgotado há algum tempo do catálogo da Editora Aleph, o romance da escritora norte-americana Ursula K. Le Guin ganha nova capa





Obra-prima da ficção científica.
- Newsweek

Tão profunda e original em sua inventividade quanto “O Senhor dos Anéis”.
Michael Moorcock


O que me pegou foi a qualidade da narrativa. Ursula se valeu da mitologia, da psicologia – toda a criatividade ao redor – e teceu-as em uma história rara.
Frank Herbert, autor das "Crônicas de Duna”



Alçado pela crítica literária à categoria de obra-prima da literatura moderna, A mão esquerda da escuridão, de Ursula K. Le Guin, retorna às livrarias em uma edição revisada e com nova capa. O livro ganhou diversos prêmios, entre eles o Nebula e o Hugo, consagrando-se como um dos maiores clássicos da ficção científica. Le Guin é uma das raras mulheres a ser aventurar pelo gênero.
Publicada originalmente em 1969, a obra narra a história de Genly Ai, um emissário da federação galáctica Ekumen, cuja missão é convencer os governantes do gélido mundo de Gethen, ou Planeta Inverno, a aderirem a um grupo de mais de 80 planetas que visa a troca comercial e cultural entre seus habitantes. A autora apresenta Gethen de forma muito envolvente para o leitor, explicando suas lendas e características, com detalhes impressionantes da geografia e dos costumes do planeta inventado.
Porém, um dos pontos mais interessantes da trama é a sexualidade. Genly e seu aliado, Estraven, se deparam com um lugar único, habitado por seres andróginos e passíveis de ser, sexualmente, tanto homens quanto mulheres. Os habiantes do lugar assumem uma condição de homem ou mulher dependendo da época, chamada de kémer. Essa peculiaridade possibilita a eles serem tanto mães quanto pais.
Envolvido em uma longa jornada planetária, o emissário terá de lidar com usos, costumes e percepções muito diferentes dos seus, questionará suas próprias crenças e enfrentará interesses que podem colocar a perder toda sua missão. E é no intuito de cumpri-la que o enviado se vê em uma viagem de conhecimento, tolerância e grandes descobertas.
Ursula Le Guin faz de A mão esquerda da escuridão uma parábola das crises das civilizações, com suas manobras políticas, seus interesses pelo poder, sua amizade e honra. O romance trata também da natureza inóspita do planeta, da exploração de seus recursos naturais, da formação das cidades e da relação de seus habitantes com as coisas materiais, espirituais e sexuais que os constituem como uma civilização.
“Se eu pudesse responder sem metáforas, não teria escrito todas essas palavras, esse romance; e Genly Ai nunca teria sentado à minha escrivaninha e gastado toda a tinta da fita de minha máquina de escrever para me informar, e a você, um tanto solenemente, que a verdade é uma questão de imaginação”, afirma a autora, no prefácio da obra.




URSULA K. LE GUIN nasceu nos Estados Unidos em 21 de outubro de 1929. É uma das escritoras de ficção científica e fantasia mais proeminentes do mundo. Vencedora de mais de 50 prêmios literários e criadora de diversos universos ficcionais, Ursula também é poetisa, ensaísta e autora de livros infantis. É conhecida por obras como A mão esquerda da escuridãoOs despossuídos, o ciclo fantástico Terramar e o laureado livro infanto-juvenil The farthest shore, além de ter sido indicada ao Pulitzer pelo volume de contos Searoad. Atualmente reside na cidade de Portlandnos Estados Unidos.









Comente, clique e participe:


7 comentários

  1. se esta sendo relançado é prova de mais um grande sucesso
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei de conhecer. Não havia visto e nem lido nada sobre este livro ainda, mais adorei conhecer agora. Muito bom saber deste novo lançamento dele. Vou procurar e ver se leio. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Como você sabe, Lelê, eu já li o livro e adorei. Esta obra é uma das minhas favoritas.
    Amei essa nova capa, apesar de também gostar bastante da outra. Acho que fico com as duas. rs Só não compro essa edição também ou solicito a Aleph porque seria consumismo demais. haha

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  4. Lele!
    Fico feliz com o retorno de A mão esquerda da escuridão porque é ficção pura e adoro esse tipo de ficção.
    Já tive oportunidade de lê-lo no passado e gostaria de refazer a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito desse tipo de leitura e pelo que pude observar, essa obra não deixa nada a desejar, vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas achei interessante que ela tenha criado uma ficção para 'conversar'sobre diversos temas da realidade. Claro vou tentar comprá-lo, pq acima de td sou uma criatura curiosa!
    Skoob nele!

    miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  7. Oi Lelê, tudo bom?? não conhecia esse livro,mas sou uma grande fã das publicações da editora Aleph... Gostei muito da hitória abordada nesse livro. Além disso, sou apaixonada por livros com temas intergaláticos.. Com certeza, quero muito ter e ler esse livro.

    bjs e fique com Deus

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...