Livros & Lágrimas IV




Hoje vamos falar de Sick-lit.

Mas por que falar desse gênero única e exclusivamente?? Porque quando se fala em livros para chorar, é quase uma unanimidade citar esse gênero, ou algum livro.

E Sick-lit significa o quê??

Em tradução livre significa Literatura doente, ou Literatura enferma. Eu digo que é uma literatura que dói. Porque gente! Dói mesmo!!




No início de 2013 o gênero começou a se espalhar como uma doença, rsrs. Livros como "A Culpa é das Estrelas" e "As Vantagens de Ser Invisível" foram os primeiros a ganhar um público fiel deste gênero. Temas como câncer, bullying, doenças psicológicas e físicas são bem frequentes e causam comoção.

Impossível não se emocionar quando lemos uma história de uma criança com uma doença rara e que passa por todo tipo de provação. Exemplo disso é "Extraordinário" lançado pela Intrínseca que trouxe além de uma criança com uma deficiência física, todos os ensinamentos dados por seu professor, que faz a história ser ainda mais emocionante!!

O gênero ainda engloba a anorexia e a bulimia. Um livro que traz isso de forma clara é o "Garotas de Vidro" da autora Laurie Halse Anderson lançado pela Novo Conceito. Confesso que foi um livro que me tocou muito pela narrativa. O tempo todo dentro da cabeça da personagem.

E um dos últimos desse segmento e que traz uma personagem forte com uma história comovente é Willow, que conta a história da própria Willow que depois de um trauma começa a se mutilar. Um grave problema psicológico que não é novidade, mas que nunca havia sido descrito de forma tão impactante.





Acho que o mais importante de tudo que há no gênero é o quanto o autor consegue tocar seu leitor. E isso só se dá com a narrativa. Deve ser sim verdadeira, fiel ao tema, e deve falar a língua do adolescente. Tanto a doença, quanto o bulliyng e até mesmo a morte devem ser tratados de forma real. Sem fantasias e sem enrolação. Nada disso é mágico. John Green por exemplo consegue retratar a dor com veracidade e ainda tirar uma lição disso; um crescimento sadio.

Sou fã do gênero e já derramei rios de lágrimas com estes livros.

O que eu tiro de lição?

Tenho filhos e muitas vezes aprendi com estes livros a falar com eles quando um amiguinho está passando por algum problema parecido. É muito mais fácil agora. Então o livro serve tanto para os adolescentes quanto para os pais.

Não somos alheios as tragédias da vida. E viver melhor é sempre uma ótima lição!!










Comente, clique e participe:



8 comentários:

  1. Também gosto demais desse estilo, não por ser triste e doloroso, mas por trazer à tona situações que as pessoas vivem. Acho que isso desperta a sensibilidade para com o outro, nos faz pensar e, no final das contas, nos torna mais "humanos".
    Parabéns por essa série de postagens. Está excelente!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Não é meu estilo favorito, mas já li alguns que mexeram comigo. O caso máximo foi Extraordinário, que foi um livro que me ganhou por completo e entrou na minha lista de favoritos.
    Estou adorando essa sua série de postagens, Lelê.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir
  3. Adoro este gênero. pra fazer chorar, acho que é o melhor deles. rsrsrs A emoção rola solta nesses livros e não há como não chorar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Cara, nem preciso dizer que esse texto tá incrível, né?! Porque, tá, tá, tá! Me identifico com o gênero e também choro horrores... Sou fá!

    Abraços
    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, estou seguindo seu blog e gostaria de te convidar a visitar, seguir, comentar e participar do meu: http://infinitomundodasletrass.blogspot.com.br/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. e acredita que meu professor me solta que esse tipo de livro não é literatura? ah, mas tive o embate na sala!!!
    partindo do principio que literatura é aquilo que faz bem, que te faz ter o sentimento de ficção e fantasia, entendimento de mundo e do ser como um livro que toca tanto não é literatura? ah eu não me aguento!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Curto muito um Sick-lit, esse tipo faz chora e muito, chego a soluça, esses só leio em casa na minha cama, nem pensar ler em local público que eu passo vergonha bonito.

    ResponderExcluir
  8. Realmente esse gênero é praticamente unanimidade ao se falar de choro... Se eu não me engano, o primeiro livro que li nesse estilo foi A Culpa É Das Estrelas, e chorei horrores no meio da madrugada, pois não conseguia largar o livro para ir dormir... Gosto dessa forma de mostrar a realidade, sem todas as fantasias de que vai tudo dar certo e que o final é sempre perfeito... Concordo muito quando você diz que é um livro tanto para adultos quanto para adolescentes, e sem dúvida ele nos ajuda na hora de passar por momentos difíceis da vida...
    Kisses =*

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...