Livros & Lágrimas I



Oi gente!!

Começa hoje mais um daqueles meus devaneios sobre livros. Desta vez vamos fazer diferente.

Teremos o mês de novembro todo para falar de livros que fazem chorar. Muitas divagações sobre o assunto, resenhas de livros de gêneros diferentes que tem uma coisa em comum: lágrimas.

Além da presença de alguns blogueiros que gentilmente responderam umas perguntinhas. E gente!!! As respostas são incríveis!! Tem blogueiro que chora até com distopias :O Vocês vão amar!!!

E no final, claro, teremos sorteio de alguns livros que vão fazer vocês chorarem!! Tenho certeza!!!



Então vamos começar com um grande devaneio!!








PROCESSO FISIOLÓGICO:

O sistema límbico, sistema do cérebro responsável pelos sentimentos, associa um estímulo emotivo com aqueles que já temos guardados, gerando algumas respostas, sendo que uma delas é o choro. Depois disso, várias substâncias envolvidas no processamento das emoções, como noradrenalina e serotonina, e. g., são liberadas. Através do sistema nervoso independente (responsável por ações como piscar dos olhos) causarão a contração da glândula lacrimal, liberando a lágrima.
Esses fenômenos neurológicos e endocrinológicos são relacionados ao instinto de defesa do ser humano. Pode-se dizer que há alguns tipos de choro: o resultante de algum tipo de emoção espontânea ou simulada e o intermitente ou persistente, que pode surgir sem motivo e indica uma possível doença como depressão, por exemplo.




CHORO: POSSÍVEIS CAUSAS:

Uma mesma pessoa pode chorar porque está com raiva, com medo, decepcionada, magoada, feliz, e muitas outras formas de emoção. Seu choro pode ser um desabafo, um pedido, uma chantagem, um modo de se expressar. Pode chorar por estar sensibilizada diante de uma situação de sofrimento alheio, pode chorar pelo próprio sofrimento, ou seu choro nada ter a ver com sofrimento. 

Alguém pode chorar por ser sensível, por ser insensível, por ser frágil, por ser forte, por ser odiado, por ser amado... há muitos e diferentes motivos para se chorar, e também para não chorar.




O QUE É EXTREMAMENTE IMPORTANTE PARA UM, PODE NÃO TER SIGNIFICADO NENHUM PARA O OUTRO.



Ao afirmar que alguém chora por “qualquer coisa”, o que é “qualquer coisa”? Na clínica filosófica, acompanhamos o histórico de vida da pessoa e, a partir dele, podemos observar como ela vê o mundo, a si mesma, aos outros, o que ela valoriza, o que é importante a ela, como ela se expressa, quais são suas verdades, suas emoções, como se dá sua construção de conhecimento, entre outros tantos aspectos observáveis. É fantástico descobrir como aquilo que para nós é insignificante pode ser uma questão de vida ou morte para o outro; como o que nos toca, nos emociona, nada significa para o outro; como nossas formas de conhecimento são precárias e insuficientes para as necessidades do outro (e às vezes para as nossas), como suas e nossas verdades são questionáveis e mutáveis...

Mais interessante é observar como o choro, muitas vezes, nos desconcerta, nos deixa sem ação. Em outras, nos convence. Pode também nos enraivecer. Há quem se envergonhe por chorar, como quem se orgulhe disso, há também quem se odeie a cada lágrima derramada. Há quem chore pedindo colo e quem o faça pedindo um chacoalhão. Há quem chore pedindo perdão, e aquele que chora desejando um pedido de perdão. Como você lida com o choro alheio? E com seu próprio choro? 





E não chore... Essa semana ainda tem muito mais!!!!






Comente, clique e participe:



Fontes: Wikipedia, Uol

12 comentários:

  1. Rsrsrsrs sou do tipo de pessoa que chora vendo até comercial fofo no Natal. É uma desidratação constante.
    Vou adorar navegar nesse mês de Novembro e me debulhar em lágrimas..rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que legal. Já estou me sentindo emocionada aqui. Agora é esperar pra ver o que nos aguarda. Ansiosa pra saber quais me farão chorar. srsrs Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Adorei!! Eu sou uma das pessoas que chora facilmente, mas quase nunca com os livros (vai entender! rs).
    De qualquer forma, me emociono e sinto empatia pelos personagens. Imagino que o mesmo aconteça com quem chora nas distopias. rs
    Estou super curiosa com o conteúdo que vem por aí. =)
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu sou uma pessoa que chora muito pouco, Lelê. Mas, mesmo assim, já derramei algumas lágrimas por aí. Quero muito ler as dicas desses blogueiros. Tenho certeza que virá muita coisa boa por aí.
    Excelente introdução.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir
  5. Antes não chorava com nada, agora sou muito emotiva! Mesmo assim é difícil um livro me fazer chorar. Choro mais com filmes. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Alê,

    Adorei essa sua ideia de fazer um mês temático..rsrs
    Acho que quando estou mais emotiva e sensível acabo chorando até com livro que não tem nada de triste e nem dramático..rsrs

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu sou chorão, choro ouvindo música, vendo tv, mas principalmente lendo livros! Gente, o último que eu me acabei foi o "Quando Tudo Volta", chorei bastante com ele, mas depende muito, cada um é tocado por algo, e, realmente, o que faz um chorar não vai, necessariamente, fazer o outro chorar também. Adorei a ideia, com certeza vou acompanhar!

    ResponderExcluir
  8. Oi Lelê. Adorei a postagem introdutória e me vi em uma parte aí hein! :P kkkkkk Eu tenho que confessar que não lido muito bem com o choro alheio, quase sempre acabo chorando junto! :P kkkkk Louca pelas próximas postagens! :D Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu sou muito chorona, é difícil algo triste e comovente não me fazer chorar... rsrs
    Adorei o tema abordado e adorei a coluna!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. oi Lê
    vc sabe que sou uma chorona de carteirinha, sinto a dor do personagem, imagino a situação ai ja era!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu sou exatamente a "pessoa que chora por tudo" kkkk Gostei desse seu pensamento sobre o chorar por tudo... Vou adorar ver tantas pessoas como eu, muito emotivas... Mas isso pra mim não é algo negativo, pelo contrário, como diz minha mãe "as lágrimas lavam a alma"... Com certeza vou querer ver que livros são esses que fazem chorar, pois a chance de eu ler é enorme! kkk
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  12. Sou bem controlada para chorar, mas por dentro estou morrendo de dor ou de amores por tal história. Sem contar a raiva que sinto, dependendo da situação da personagem. Me consome num tanto que tenho que parar de ler por alguns minutos. haha
    Mas sim, chorar faz bem para a alma e é ótimo quando nos deparamos com alguma cena em que nos proporciona reviver algo em que também já passamos.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...