Resenha: Corações Feridos


Título: Corações Feridos

Autora: Louisa Reid

Páginas: 255

Editora: Novo Conceito




Compre aqui: SARAIVAFNAC BUSCAPÉSUBMARINOAMERICANASCULTURA








     Eu sabia que este livro se tratava de um drama, mas definitivamente eu não esperava me chocar tanto. É forte, é denso, é pesado, mas é incrivelmente bom. Li em questão de horas. Chorei, roí as unhas, torci, odiei, fiquei feliz! E tudo isso em pouco mais de duzentas páginas!!




"Você não tem ideia do que é ter uma
aberração como irmã. Quero dizer, 
estou acostumada com isso."
Pag. 15


     Hephzibah é uma garota linda e cheia de sonhos. Sua irmã gêmea Rebecca é muito inteligente e portadora da Síndrome de Treacher Collins, que deixou seu rosto deformado. Essa Síndrome é facilmente tratável com cirurgias plásticas, porém o tratamento não interessa aos seus pais, que dizem que sua deformidade nada mais é do que um castigo de Deus, e que Rebecca tem que conviver com essa marca do Diabo.


"Eu era a Imperfeição de sua Justiça,
e, conforme me dirigia seu jogo
particular de moralidade, sentia
a chama queimar de novo e de novo."
Pag. 89


     É narrado em primeira pessoa por Hephzi e Rebecca intercalando os capítulos, sendo que Hephzi narra sua história no passado e Rebecca no presente.

     No primeiro capítulo Rebecca narra como foi o funeral de sua irmã.
     E no capítulo seguinte, Hephzi é quem narra como foi sua vida até a sua morte horrível.
     O livro ainda é dividido em duas partes, e quando as duas narrativas se encontram começa a segunda parte, que é então o desfecho da história.


"Olhe para dentro, retire a pele, a
carne e os ossos e encontrará 
uma biblioteca de sofrimentos."
Pag. 12


     No início do livro a morte de Hephzi é um mistério permeado de segredos. A autora soube levar este suspense por um longo tempo, o que fez com que eu não conseguisse parar de ler.

     E conforme a leitura fluía eu tive sérios problemas, pois eu queria parar, respirar, xingar e simplesmente não conseguia.


"É claro que ele se livrou de toda a 
história sem muitos problemas. As
pessoas são tão crédulas e,
sempre que ele lhes conta que é
pastor, é como se dissesse que 
é Jesus ou algo assim."
Pag. 121


     O pai das meninas é um conhecido pastor da cidade, para todos da comunidade ele é um exemplo de dignidade, na frente dos outros ele é um marido e pai perfeito. Mas quando as portas da paróquia se fecham, é que o monstro aparece, e tudo isso é só mais um dos segredos guardados. A família inteira é cheia de histórias nunca reveladas.

     No começo eu não simpatizei com Hephzi, mas antes da página cinquenta eu já queria trazê-la pra casa e cuidar das duas irmãs.


"Não sei por que ele pensava que
livros podiam nos corromper.
Em alguns dos seus sermões, 
ele pregou sobre os males da
leitura, especialmente da 
boa leitura."
Pag. 55


     O crescimento da personagem Rebecca durante a leitura foi o que mais me cativou. Sua força e coragem me deram energia para segurar minhas emoções e terminar o livro com orgulho de tê-la conhecido e ter lido sobre sua vida.

     A capa está perfeita, tem tudo a ver com o enredo, suas cores e seu clima triste fazem todo o sentido. A diagramação está linda! Com pequenos detalhes no começo dos capítulos, fonte grande e um ótimo espaçamento.

     Recomendo muito! Mesmo que você ache que será chocante, triste e comovente... vale muito a pena!!!



17 comentários

  1. Caramba...confesso que arrepiei flor ao ler sua resenha!
    E mesmo sem conhecer ao certo toda a história, já peguei repulsa do pai..
    Castigo??
    Tô meio chocada com isso...e mesmo achando bem forte e pesado, com certeza,é um livro que farei questão de ler e urgentemente!!!
    Sabe...mesmo sendo ficção, deu um nó na garganta..pq é algo que pode sim, existir.
    Ai ai....
    Um beijo flor!

    ResponderExcluir
  2. eu pensava que o livro ia ter outra temática, uma outra pegada agora estou meio dividida pois apesar de ser um lançamento que eu babei quando vi, o gênero não é dos meus preferidos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Alê, nossa eu nunca que ia imaginar que esse livro pudesse se tratar de uma história assim tão tensa :S
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa doença da Rebecca :S
    Com certeza vou dar uma chance para o livro! Tomar fôlego e ler :D
    Valeu pela dica, e ótima resenha

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oie Lele
    gente, que livro tenso! Preciso lê-lo o quanto antes. Só de ler os quotes que você selecionou já fiquei toda arrepiada. Cada resenha que leio me deixa mais apreensiva pelo que vou encontrar na leitura.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lele.
    Exatamente essas palavras que usei pra descrever essa história: forte denso e pesado.
    Também chorei, tive que interromper a leitura em vários momentos até absorver aqueles absurdos. Mas com certeza é uma leitura que vale a pena.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  6. Ual esse livro parece ser muito bom mesmo.


    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Lê.

    Parabéns pela resenha, eu quero muito ler este livro, sei que será muito bom.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Lê!!!
    Ótima resenha, o livro parece ser muito bom ,gosto de leituras que surpreende o leitor. Parece ser bem tenso mesmoooooo.
    Um beijo, Ariane
    www.diariodostreze.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Estou amando esse livro <3 Comecei a ler ontem e já passei da metade. Forte, intenso...nossa, estou super envolvida com a história. Devo terminar amanhã pela manhã pq hj estou tão cansada que não vou conseguir ler madrugada a dentro.
    Resenha perfeita, Lele <3
    Beijos
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  10. Quem vê essa capa nunca imagina que o livro seja tão forte, tampouco o assunto que ele trata. Era uma história que a princípio parece misteriosa e sombria, mas a medida que fui lendo as resenhas desisti de fazer a leitura, mesmo as resenhas positivas como a sua.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Caramba, só pela resenha já dá pra perceber o quanto a história é forte e o quanto a leitura é intensa. Pelas quotes que você colocou eu já pude ter uma ideia.
    Quando eu li: "dizem que sua deformidade nada mais é do que um castigo de Deus, e que Rebecca tem que conviver com essa marca do Diabo", eu juro que fiquei um pouco chocada.
    Eu gosto de leituras fortes, que me fazem rir, chorar, ficar irritada... e com certeza esse livro parece se encaixar nisso.
    Peguei a dica e com certeza vou procurar ele pra ler.

    Beijos :*
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Quinta resenha favorável só hoje, hehe. Estranho que todo mundo fala que o livro é chocante e tal, mas todos elogiam, preciso ler!!!

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2013/10/o-que-me-disseram-as-flores-alane-brito.html

    ResponderExcluir
  13. Adorei! Nem de longe pensei que a história fosse de uma carga dramática tão intensa, adoro isso num livro! Muito bom pegar um livro assim, que me sacode, me choca, me deixa em suspenso!
    Gosto de personagens bem construídos e pude perceber que o livro tem isso, além do mistério, da abordagem psicológica, drama e conflitos familiares, além da difícil situação de Reb. Lembrei logo de August, de Extraordinário, ao imaginar a dor que Reb carrega consigo... quero ler, já para os desejados!

    ResponderExcluir
  14. Essa história parece ser triste. Não conhecia de nome a doença de Rebecca. Fui pesquisar e me lembrei de um documentário que vi sobre um garoto que tinha essa mesma doença. É extremamente triste a história de pessoas que sofrem dessa síndrome. A criança sofre demais, principalmente com o preconceito e com despesas para reconstrução do rosto e tratamentos médicos. Outro aspecto interessante, é que o livro aborda a outra face dos religiosos. Não tinha conhecimento desse livro.

    ResponderExcluir
  15. Acontece de às vezes eu me interessar por um livro somente pelo título, pela capa......e esse livro foi um desses casos!
    Quando li a sinopse fiquei intrigada e ao ler sua resenha tive certeza de que preciso lê-lo!
    Gosto muito de livros assim, com intrigas familiares, um ar de mistério ....... preciso dele !!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Eu li uma resenha desse livro hoje e até comentei no blog em que li. Ele não tinha me chamado atenção, mas agora lendo a tua fiquei curiosa. Não é uma leitura pra agora, acho que a pessoa tem que tá super zen pra ler um livro assim rs Mas penso em ler no futuro.

    @lira_juu
    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir
  17. Lele do céu, que livro é esse minha flor?? Triste, horrível, ainda mais sabendo que a mãe foi conivente com a situação. Infelizmente isso acontece, ficamos tão ligadas com os livros com finais felizes, ai chegam esses pra chocar a gente. Fanatismo religioso, um assunto importante de se ler. Quantas pessoas não sofrem com isso dentro de suas casas?
    Humpt!

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...