Divulgação: Grupo Pensamento

Cultrix


                                                                            
                                                                                 
Ao contrário do que se pode pensar, reconhecer um psicopata não é uma tarefa fácil. Nem todas as pessoas que sofrem deste transtorno mental são assassinos compulsivos ou criminosos. Alguns, aparentemente, são pessoas comuns que podem estar mais perto do que se imagina. Portanto, como saber se o ‘perigo’ mora ao lado?

Em Como Identificar um Psicopata, lançamento da Editora Cultrix, a psicóloga forense Kerrey Daynes explica como funciona a mente de um psicopata e ainda revela os traços de comportamento que os vários tipos têm em comum.

Por meio de estudos de casos, a autora mostra como os psicopatas se comportam em diferentes papéis e ambientes, e quais são as melhores maneiras de se defender. Além disso, Kerry ajuda os leitores a descobrirem se algum parente ou pessoa próxima pode estar sofrendo deste mal. “O psicopata na sua vida pode ser o seu chefe, seu filho adolescente, seu namorado, seu médico, amante ou o desconhecido com quem você marcou um encontro”, alerta a especialista.

A obra também traz diferentes estudos e pesquisas sobre os seres humanos que sofrem desta “doença da mente”. A American Psychiatric Association (Associação Americana de Psiquiatria) calcula que aproximadamente 3% dos homens e 1% das mulheres na população em geral sejam psicopatas.

Como Identificar um Psicopata também oferece diversos testes sobre comportamentos, entre eles: ‘Até que Ponto Você é Psicopata?’. Uma obra única e reveladora para que o leitor possa praticar o que aprendeu com os casos relatados em cada capítulo do livro.

Sobre as autoras:

Kerry Daynes é psicóloga forense. Ela tem uma clínica particular e, junto com uma equipe de psicólogos e psiquiatras, presta serviços para diversos órgãos públicos, inclusive auxiliando importantes investigações policiais. Além disso, atua como perita nas varas criminal e de família.
Kerry já trabalhou com alguns dos criminosos mais complexos da Inglaterra, tanto nos presídios como fora deles. Faz comentários especializados na TV e no rádio, participando inclusive da série de documentários “Killing Mum and Dad”, da rede Sky, e da série “Mania”, do Channel Four. Em 2008, ela apresentou o programa “The Making of a Monster” para o Canal Crime & Investigation, analisando os antecedentes de assassinos famosos.
Jessica Fellowes, escritora e jornalista freelance, escreve matérias para o Mail on Sunday, Sunday Times Style Daily Telegraph e Psychologies. Ela já trabalhou como subeditora da revista Country Life.






Esta obra é uma fascinante jornada ao longo das experiências paranormais do próprio autor e das muitas pesquisas científicas que ele documentou. Thomas Walker aborda temas como experiências fora do corpo, cura energética, precognição e psicocinese, além de revelar que a fonte de todos esses fenômenos pesquisados e comprovados é uma energia que confere vida e movimento a tudo, a qual ele chamou de "A Força". Este compêndio excepcional de estudos de casos, pesquisas científicas e depoimentos pessoais associa a ciência moderna às antigas tradições espirituais. Walker conclui que a consciência é a realidade primordial, além de oferecer evidências convincentes de que o que experimentamos como vida física é somente o prelúdio da Eternidade.





Em edição inteiramente revista pelo autor, A Criação Literária apresenta-se, agora, em volume único. Mais prático para o manuseio e em projeto renovado, reúne todo o conteúdo dos volumes anteriores: Poesia, Prosa I e Prosa II. Desde sua edição inicial a obra consagrou-se como a mais adequada e fidedigna introdução à Teoria da Literatura de que dispõe o leitor brasileiro. Isso porque, embora se apoie em vasta e categorizada bibliografia estrangeira, seu autor não se limita a repetir pontos de vista alheios, mas cuida antes de estabelecer conceitos próprios, em função de sua visão da Literatura e de sua vasta experiência docente nas áreas de Literatura Brasileira e Portuguesa.





Jangada 


 
Em uma Europa devastada pela II Guerra Mundial e com o pano de fundo da Alemanha nazista, o jovem e ambicioso seminarista August Lienart e a misteriosa guerrilheira Elisabetta Darazzo estão envolvidos em uma missão: impedir o futuro surgimento do Quarto Reich. Um thriller histórico que traz algumas inquietantes incógnitas: que papel desempenhou o Vaticano na fuga dos criminosos de guerra? Hitler e Eva Braum se suicidaram mesmo no bunker? Os banqueiros suíços realmente guardaram o ouro dos nazistas que estava no Banco do Reich, produto de suas criminosas? O que havia nas enigmáticas caixas enterradas sob as águas escuras e frias do lago Toplitz? Existiu realmente a temida Organização Odessa e sua determinação em criar o futuro Quarto Reich? Quem se escondia por trás do codinome "O Escolhido"?


 Descrição: ERIC FRATTINI é conferencista, palestrante, professor, ensaísta e romancista. Foi analista político, correspondente no Oriente Médio e morou durante vários anos em Beirute (Líbano), Nicósia (Chipre) e Jerusalém (Israel). Eric frequentemente ministra palestras e cursos sobre segurança e terrorismo islâmico para diversas forças policiais, de segurança e inteligência da Espanha, de Portugal, da Romênia, da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos. Já dirigiu vários documentários de investigação para a televisão espanhola, e colabora assiduamente para diferentes cadeias de rádio e televisão, analisando questões relacionadas com o crime organizado, a política do Vaticano ou o terrorismo islâmico - questões que já abordou em várias de suas obras. Ele é autor de vinte livros, que foram publicados em mais de quarenta países.




Um comentário

  1. Só tive olhos pro livro " psicopata". rsrs
    Adoro esse tema. E vou dar mais uma olhadinha nele, por que pode até servir como bibliografia pra eu escrever algum artigo sobre o tema.
    Caramba. Amei!!

    Beeijo

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...