Resenha: Os Molambolengos

    

Título: Os Molambolengos

Autora: Evangeline Lilly

Ilustrador: Jhonny Fraser-Allen

Páginas: 48

Editora: Aleph





COMPRE AQUI: SUBMARINO,  AMERICANAS, BUSCAPÉ,  AMAZON










     Gente!! É disso que criança gosta!!




 


     Em "Os Molambolengos" vamos conhecer personagens bem diferentes e com toques de bizarrices deliciosas.

     Tudo começa quando uma menininha se perde em um parque de diversões e vai parar em uma carroça muito estranha. O que seria para ser só mais uma tração do parque, acaba se tornando a tração principal do nosso livro. Nesta carroça estão "Os Molambolengos", artistas estranhos com nomes esquisitos.



    


     Iremos acompanhar a aventura da nossa menininha, que de doce não tem nada.

     Selma é seu nome. Ela é geniosa, mimada, dona de si. E não por acaso os Molambolengos vão mostrar à ela o que é bom pra tosse.






     Selma Sem Limites, este é o seu verdadeiro nome. E o limite ela irá conhecer, ou não.

     Só lendo os próximos livros para saber.

     Sim! "Os Molambolengos" é o primeiro volume de uma série encantadora e que tem tudo para encantar muito todas as pessoas.






     Eu sentia muita falta de livros infantis com esta pegada mais de fantasia gótica. Há anos ninguém se arriscava a escrever assim.

     Hoje, muitos autores acham que as crianças sofrem de algum tipo de déficit de entendimento literário, ou que são umas tontas. Que todas as meninas são bibelôs e que os meninos são lesadas que só pensam em vídeo game.

     Talvez se mais escritores fizessem livros com temáticas diferentes e ilustrações fantásticas e um tanto medonhas, com certeza mais crianças iriam mergulhar no mundo literário com muito mais vontade.




 


     A beleza deste livro é fenomenal. Não vejo a hora de ler o que acontecerá com a Selma Sem Limites.

     Amei e recomendo para todos!!!



 




8 comentários

  1. Sabe, isso de autores se arriscarem em buscar um novo mundo para as crianças é algo que realmente falta! Os livros(a maioria) infantis, trazem isso de "mimimi" e muito pouca fantasia. Não permitem que as crianças viagem na imaginação e crie esses mundos à parte!
    Amei as ilustrações, título...e claro, a história!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Lelê, estou muito ansioso por comprar este livro por motivos de: é a Kate, de Lost que escreveu gente!, preciso muito ver a escrita dela e esse livro que pelas fotos dá para ver que é mais do que lindo!

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir

  3. Já tem um tempo que eu fico namorando os Classicos da Aleph por causa da carinho e dedicação que eles dão a cada livros, mas também pelos livros terem a cara de ser bem legais, como esse que você indicou hoje, tem a cara de ler uma leitura rápida mas bem divertida.

    http://www.coisasdemineira.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lelê.
    Já li a obra e amei. Sem dúvidas, um livro que merece ser lido, tanto por adultos como crianças. O grande charme é sair do lugar comum.
    Como você bem disse, se houvesse mais livros diferentes como esse, talvez as crianças gostassem mais de ler.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lele!

    Adorei os Molambolengos, foi uma leitura rápida, leve e divertida. As ilustrações são maravilhosas, meio dark, super criativas e bem feitas. Eu achei a história muito fofa e ao mesmo tempo meio macabra, com aquela criatividade que as crianças adoram. A edição está linda, a Aleph caprichou! E também adorei conhecer a autora, linda demais, já a admirava em O Hobbit e Lost, e agora ainda mais!

    Ótima dica pra quem não conhece, um livro pra ler e guardar para os filhos um dia.

    Beijo!
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. achei a diagramação linda demais!
    as cores vibrantes, super diferentes são de babar, mais um ótimo trabalho da editora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Lelê,essa obra é fantasticamente diferente.Gostei do início como a história começa em um parque.Achei a protagonista bem peculiar,Selma,pois é geniosa,mimada e dona de si.Fico torcendo para que nos outros volumes da série ela aprenda a respeitar os limites.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  8. Lê!
    Adoro livros infantos e co ilustrações ficam ainda melhores e gostei muito do enredo, bem elaborado.
    “A dúvida é o princípio da sabedoria.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...