Resenha: Dark House


Título: Dark House

Autora: Karina Hale

Editora: Única Editora

Páginas: 349



COMPRE AQUI: SUBMARINO,  AMAZON











     Gente... Assim... Como posso explicar??

     Imaginei que o livro fosse de terror, que me faria ficar sem dormir, que teria pesadelos. Nada disso aconteceu. Porém não me decepcionei com a leitura.

     "Dark House" não é nada do que eu esperava... mas é ótimo!!!!




"Ele submergiu, e eu senti uma mão
ossuda agarrar minhas pernas. Gritei
enquanto era puxada para baixo, o 
oceâno invadindo minha boca aberta e
preenchendo meus pulmões."
Pag. 124


     Perry Palomino está longe de ser uma mulher normal. 

     Quando era criança causava medo em todos, pois ela não socializava; seus amigos eram 'imaginários'. Na adolescência ela se envolveu com drogas e álcool. Tudo isso a levou para vários e vários tratamentos, inclusive a base de remédios fortes, drogas tão pesadas quanto as drogas que já tinha abandonado.

     Ela sofre muito com pesadelos. Garanto que alguns melhores momentos de terror e suspense são os pesadelos de Perry. 
     Assim como os nossos, os de Perry também são terríveis. Afinal não temos controle sobre nossos pesadelos, e os dela são medonhos!! 

     Enfim, todos eles remetem a um mesmo lugar: O Farol.


"Era o rosto de um homem esquecido. Morto
e inchado. Sua pele descascava em pedaços
gosmentos; pequenos parasitas saíam de suas
orelhas e nariz. Eu havia visto aquele rosto antes,
nos meus pesadelos mais sombrios."
Pag. 182


     Além do Farol, ela sempre sonhava com um homem muito sinistro e medonho. Perry acordava em pânico e deixava todos da casa assustados, inclusive sua irmã mais nova, a blogueira de moda, Ada.

     Em um final de semana qualquer, Perry e a família viajam para a casa do Tio Al. Uma boa casa de praia. Quem não gosta?? 

     Maresia, vento, areia, violão, adolescentes interagindo... Perry não gosta muito disso tudo, principalmente da parte dos adolescentes.


"Cresci sentindo sempre que eu era especial, 
como se fosse destinada a fazer algo de fato
incrível com minha vida e ter um impacto 
nas pessoas."
Pag. 14


     Como está tudo muito chatinho pra nossa protagonista, ela resolve dar uma volta pela praia. E ela encontra o Farol. Sim!!! O Farol dos seus pesadelos!!

     E em meio ao clima sinistro dentro do Farol, um homem mais sinistro ainda está a sua espera. Mentira, ele só estava lá olhando, rsrs.

     Mas, alguma coisa muito sinistra vai unir Perry a este homem.

     Seu nome é Dex Foray, e ele não pretende deixar Perry sossegada. Na verdade ele precisa dela pra alcançar seus objetivos, e ela precisa dele pra descobrir seus próprios mistérios.


"Independentemente de maldiçoes malígnas, Velho
Roddy ou Palhaça Decrépita Bizarra, me 
apaixonar por esse homem seria a coisa
mais assustadora de todas."
Pag. 223


     Tem mais personagens, alguns deles bem bizarros, tão bizarros que chegam a ser cômicos. E por falar em cômico, o livro tem muitos diálogos, e vários deles são muito engraçados.

     Perry e Dex são ótimos conversando. Ele faz o tipo malandro, não chega a ser um bad boy, mas tem pinta. Sempre com um sorrisinho maroto e uma resposta afiada na ponta da língua. Já Perry não faz o estilo mulher gostosa nem nada disso. Pelo contrário, ela é cheinha e baixinha, tem surtos psicóticos às vezes e é bem doidinha, do jeito bom, é claro.

     
"Entrei no saguão e esperei o elevador.
Enquanto estava nos ladrilhos frios 
e duros, senti a presença de alguém
atrás de mim. Estranho, eu não havia
visto ninguém quando entrei, nem ouvi
a porta se abrir ou fechar atrás de mim."
Pag. 18



     É narrado em primeira pessoa por nossa protagonista Perry. A narrativa é fácil e rápida. A capa é linda e a diagramação é ótima, fonte grande e espaçamento duplo. Mais fácil que isso só comer depois de pronto!!

     Concluindo, o livro é muito diferente do que eu imaginei, mas é muito bom!!! Gostei demais mesmo!!

     Se você espera encontrar um livro de Terror, definitivamente não é esse, mas se você quer se divertir muito, passar ótimas horas lendo um ótimo livro com uma pitada de suspense, então você está pronto para ler "Dark House".

     Ah! É uma trilogia, e o final deste deixou um gancho incrível para o segundo livro. Só aguardar!!

     Recomendo!!











Comente, clique e concorra:




27 comentários

  1. Ai gente, eu sou muito medrosa! Mesmo você dizendo que não dá medo, só de ler a resenha já fiquei meio assustadinha hahaha Esse eu passo, não consigo ler nada levemente assustador - especialmente histórias que falem de pesadelos e tal, acabo ficando com os mesmos pesadelos do personagem! Doida, doidinha haha
    Beijos
    Iris
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
  2. Tem tudo pra ser uma ótima leitura. Gosto de tramas deste tipo são bem empolgantes. já estava querendo ler. Agora com certeza não vou deixar escapar. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lelê. Também imaginei outra coisa pela capa, mas parece ser incrível.
    Gosto de narrações em primeira pessoa; no caso do terror fica melhor ainda, pois sabemos as sensações do protagonista;

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  4. li boas resenhas sobre este livro, mas é um daqueles que vejo e anoto a dica para repassar, pois sei que não leria
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Ultimamente os escritores têm apostado muito nas teilogias (rs.). Acho isso tão perigoso e desafiante! Perigoso porque nem todos conseguem trilhar o mesmo caminho do primeiro livro quando é bom (e eu já li vários assim que me decepcionaram) e desafiador porque existe a chance de a história se tornar cada vez melhor. E eu já li trilogias assim também. Confesso que não leio muito oa livros de suspense mas vc despertou essa curioaidade com a resenha. Muito boa!

    Bjux,
    Diego França.

    Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Já venho namorando este livro tem um tempinho e pelo que li acima, não vou me decepcionar com esta relação..rs
    Adoro um suspense..e mesmo que você tenha dito que nem é tão suspense assim, existe o clima sombrio e só isso, já é gancho pra querer ler e muito!!!!
    Pesadelos...melhor não tê-los!
    Lerei =)
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Não tem como não acreditar se tratar de terror quando ele se vende com a frase da capa XD
    Mas que bom que o livro te divertiu, acho que é o que mais importa em uma leitura: entreter e divertir o leitor. É claro que alguns são capazes de muito mais que isso, como nos fazer amar cada detalhe, nos tocar profundamente para o bem ou para o mal.

    Saudações,
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Lelê. Achei incrível a resenha e o livro também deve ser. Fiquei muito curiosa para saber a ligação entre o farol, ela e o homem... Vou roer as unhas aqui! kkkkk :D :D Já o coloquei na minha listinha. Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bom?
    Tenho lido muitas resenhas positivas desse livro e, mesmo não sendo um livro de um gênero que eu curta, confesso que tenho vontade de ler. Além disso, por não ser um terror tão forte, acredito que eu vá curtir mais a narrativa porque sou muito medrosa.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Gente, eu achava que esse livro era um terror daqueles tremilicantes. kkkkkkkkkkk
    Terror não é meu gênero, mas suspense eu leio as vezes. Sou muito medrosa, então corro de livros assim, mas esse me chamou a atenção desde o lançamento. Agora to mais tranquila para ler.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  12. Oiee!

    Acho que é a terceira resenha que leio do livro, e adorei seu ponto de vista! Apesar de tudo eu esperava que fosse um livro mais aterrorizante com muito mais suspense e terror em geral, até pela capa dele! Uma pena que não seja! Não sei se lerei, não vou dizer nunca, mas talvez espere os próximos serem lançados!

    Beijos!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Também pensei que fosse um livro de terror, mas até fico feliz por não ser. Gostei desse toque meio macabro e, principalmente, do tom cômico e inteligente da trama.
    Acho que a autora conseguiu criar uma trama bem ágil, misturando (na medida certa) vários elementos que gosto.
    Espero ler um dia.

    ResponderExcluir
  14. Desde que vi a capa do livro,fiquei curiosa em saber do que se tratava.
    E quando li a sinopse,percebi que precisava lê-lo.
    Agora finalmente lendo a resenha,fiquei bem mais entusiasmada.
    Gostei desse mistério em torno da trama.E
    parece ser engraçado
    também.

    Vou ler com toda certeza! :)

    ResponderExcluir
  15. Ameei a capa...pensei que houvesse muito terror neste livro mas após esta resenha vi que não é bem assim rsrs...
    Ainda estou curiosa para ler..E saber a história do Farol...O.o

    ResponderExcluir
  16. Resenha muito boa, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, facilitando o entendimento dos leitores, despertando o interesse.

    ResponderExcluir
  17. As vezes imaginamos o conteúdo pela capa,e muitas vezes nada tem a ver.
    A historia parece ser facinante,para mim o Farol significa luz a guia,a casa escuridão parece ser o nosso interior,mas só lendo mesmo o titulo é otímo.

    Participando.

    ResponderExcluir
  18. Fiquei curiosa, mas um pouco decepcionada, afinal também pensei que fosse de terror. Mas inda assim quero ler. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  19. Deve ser uma leitura bem curtiosa, pq imagine vc que uma adolescente se envolve com drogas e bebidas e depois passa a ter pesadelos horrivreis, macabro não deve ser e sim um livro de pesadelos rsrsrs, mas vamos tentar ganhar para ler e depois comentar melhor bjs

    ResponderExcluir
  20. Nossa que mistério a protagonista é cheia de pesadelos e tudo mais, e a vida dela não parece ser lá o mar de rosas. Fiquei meia na dúvida com você não ter ficado sem dormir, achei que seria bem terror.
    Beijos Lê, ThayQ.

    ResponderExcluir
  21. Oi Lele, estou namorando este livro desde o lançamento! Não pensei mesmo que ele fosse um livro de terror, e sim de suspense, como você bem sinaliza. Ótimo saber que ele erminou com um bom gancho para a continuação.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  22. Eu também achava que este livro era de terror, até pela capa e pelo próprio nome! Mas a história parece ser bastante interessante mesmo sem ser propriamente deste gênero (ou até mais interessante e inusitada, surpreendente).
    Bjs.

    ResponderExcluir
  23. Realmente acho que vc deve ter razão! Pelo que li na resenha não tem nada de terror, achei sua resenha bem divertida!! Mas como será o final desta estória, ela para de ter pesadelos? E o homem que ela encontrou no Farol, quem realmente é ele??

    ResponderExcluir
  24. Uma protagonista com uma vida recheada de espinhos e perturbada por pesadelos? Apenas estes dois fatores já arrancariam uma fagulha da minha curiosidade, mas com essa resenha de fato, considero que tenho que ler esse livro. Tantos sorteios, tantos livros... Bem que o cara lá de cima podia me dar sorte, de presente por ter passado de ano na escola XD Mas deixando de lado as brincadeiras, o livro realmente conseguiu meu interesse, espero poder lê-lo futuramente.

    ResponderExcluir
  25. Parece ser incrível. De livros que não dão tanto medo como eu gostaria, ou que realmente não dão nenhum medo, bom, já li tantos, mas o suspense é o que acaba valendo a pena de tão envolvente. Estou realmente interessada e ansiosa para ler esse livro. É um estilo que aprecio. Adorei a resenha! bjss

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...