Divulgação: Editora Aleph

Olá!!!!

Dessa vez a Editora Aleph vem com dois super lançamentos. Confira:


Primeira parceria de Neil Gaiman e Dave McKean, em uma história que fala do tempo e da memória.






Violent Cases impulsionou a carreira de dois ícones das histórias em quadrinhos
Publicada pela primeira vez em 1987 na Inglaterra pela Escape Books, a graphic novelViolent Cases mistura realidade e fantasia ao narrar as memórias de um jovem que na infância conheceu o médico osteopata do gângster Al Capone. A história se divide entre os relatos do médico sobre sua convivência com o gângster e a relação do garoto com o pai.



A violência está presente na rotina das personagens e as memórias narradas são imprecisas, já que o jovem não sabe ao certo o que de fato aconteceu e o que é fruto de sua imaginação. As artes, com cores que passam pelo azul, cinza e marrom, acompanham o jogo de memórias do protagonista.

Violent Cases surgiu em uma época de grande efervescência para os quadrinhos, em que foram publicados Maus, de Art Spiegelman, e Watchmen, de Alan Moore e David Gibbons. O formato buscava atingir novos públicos e tratar de temas que fossem além da ficção científica e das histórias de super-heróis. Gaiman, que ficaria conhecido posteriormente pela série Sandman, reuniu-se com McKean para escrever uma história que pudesse ser lida por qualquer pessoa e que revelasse definitivamente o potencial das graphic novels.
Parte memórias de infância, parte reconstrução de um passado brutal, parte comentário sobre a magia que se recolhe das recordações, Violent Cases evoca sensações pouco familiares de forma não familiar.” Alan Moore.
A edição lançada agora pela editora Aleph foi traduzida por Érico Assis, e a capa é assinada pelo designer Pedro Inoue, diretor de arte da revista AdBuster.


Neil Gaiman possui uma carreira de imenso sucesso nos quadrinhos, marcada em especial pela revolucionária série Sandman, e também uma produção igualmente estrelada na literatura, comLugar NenhumStardustDeuses Americanos,Filhos de Anansi e O Oceano no Fim do Caminho, entre outros. O autor já teve vários trabalhos adaptados para o cinema, a TV e o teatro e possui enorme popularidade, tendo mais de dois milhões de seguidores no Twitter.



Dave McKean é ilustrador, designer e fotógrafo. A partir de Violent Cases, construiu uma carreira de sucesso ligada principalmente à indústria musical e como ilustrador de livros, sem deixar de lado as HQs – como Mr. Punch e Sinal e Ruído, duas colaborações com Neil Gaiman, e Cages, sua grande obra solo. Nos últimos anos, vem dirigindo curtas e longas-metragens (Máscara da IlusãoLuna e The Gospel).






“A Arte de Fazer Escolhas”
novo livro de Louis Burlamaqui
Obra traz ensinamentos práticos para o cotidiano



Todos os dias, somos obrigados a fazer escolhas. Cada opção influencia nosso futuro, seja ela feita de forma consciente ou não. Mas como fazer que cada escolha seja benéfica para nossa vida?

O livro A Arte de Fazer Escolhas, de Louis Burlamaqui, propõe um caminho de autoconhecimento em busca de decisões assertivas e positivas para o cotidiano. O autor, especialista em psicologia, reuniu nessa obra o resultado de mais de dez anos de estudos e treinamentos em processos de aprendizagem no Brasil e no exterior, além de experiências pessoais.

Dividido em dez capítulos, abrangendo aspectos do dia a dia, o livro traz breves textos acerca de comportamentos e sentimentos que tanto podem estimular quanto agir de forma negativa no momento de se escolher o caminho a ser traçado. “Estresse”, “Produtividade”, “Relacionamentos”, “O poder da mente” e “Motivação” são alguns dos temas abordados por Burlamaqui, que, de forma simples, quase didática, mostra alternativas para que certos mecanismos, como a autossabotagem, possam ser combatidos, usando-se a mente de maneira mais eficaz.

O autor ainda lança mão de estudos em física quântica para estabelecer referências entre essa ciência e as relações interpessoais. “No mundo da física quântica, só há probabilidades, não certezas. [...] Por isso se faz necessária uma avaliação interna, para que as decisões estejam o mais próximo possível dos objetivos que queremos para nossas vidas“, salienta o autor.


Louis Burlamaqui é bacharel em Administração de Empresas e especialista em Psicologia. Consultor, educador, músico e terapeuta, ele já treinou mais de 30 mil profissionais em diversos países, ao longo de 25 anos de carreira. Fundador do Hatlas Institute, uma organização para formação de líderes, Louis se dedica a pesquisar sobre um novo mundo e novas possiblidades de ser humano. Ele mora com a esposa e o filho em Belo Horizonte.















Comente, clique e participe:


8 comentários:

  1. O primeiro livro deste post me parece ser bem intenso. Gostei de ler a sinopse. Vou tentar ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu li o "Lugar Nenhum" do Gaiman este ano e gostei, mas faltou alguma coisa pra que eu gostasse muito, o que me deixou meio assim-assim, porque ele me veio muito bem recomendado. Quero ler algo mais dele, ver se funciona plenamente, e esse Violent Cases me parece muito interessante. Já tá na lista!

    http://www.pontolivro.com

    ResponderExcluir
  3. que pena, nenhum deles me chamou a atenção!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Fiz essa divulgação lá no blog ontem, Lelê. Amei Violent Case, quero um para mim logo. rs
    Parece que será bom demais, né?

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
  5. Estou encantada plas ublicações da Editora Aleph... Adorei a premissa de Violent Cases, quero ter um pra mim o mais rápido possível..
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Leleee

    Ai ai, minha lista só aumenta!! Já desejo Violent Cases!! Neil Gaiman é muito <3
    Ainda não tenho nada da editora Aleph acho, uma boa pra começar :p

    Beijoooo!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Lê :)
    Nunca li nada do Gaiman, mas Ace leu e gostou. Acho que ele vai curtir esse lançamento.
    Beijocas, sua linda! <3
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  8. Não conheço nenhum dos autores, mas pelo que li esse do Gaiman parece ser bom, quem sabe não o compro um dia.


    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...