Resenha: Quando Tudo Volta


Título: Quando Tudo Volta

Autor: John Corey Whaley

Páginas: 220

Editora: Novo Conceito



COMPRE AQUI: FNACBUSCAPÉSARAIVA










     Este livro é tão verdadeiro! Mesmo sendo fictício, eu nunca me senti tão próxima de um personagem.
     Sei que o assunto em questão não é comum, mas as situações sim, e foi aí que ele me pegou.




"O Dr. Webb dia que, quando alguém
jovem morre, as pessoas mais velhas
se sentem culpadas por viver."
Pag. 35


     Tudo começa quando Oslo, o primo de Cullen Witter, morre de overdose. E isso vira o assunto da cidade: Um garoto tão novo!... Será que a mãe não percebeu?... E por aí vai.

     A morte de Oslo mexeu muito com Cullen e seu irmã mais novo, Gabriel. Não que Oslo fosse muito ligado aos dois meninos, mas a morte em si é sentida pelos dois. O medo da perda, a dor que ela traz... 


"Quero ficar em casa, triste pelos
cantos, chorar e me conformar com
o fato de que minha vida será uma 
merda completa a partir de agora."
Pag. 172


     Antes mesmo dos irãos terem dado fim ao assunto 'morte', Gabriel desaparece sem deixar vestígios, some, ninguém sabe, ninguém viu.
     Tanto para Cullen, quanto para todos, essa história do sumiço de Gabriel é absurda, já que ele era o queridinho de todos, o garoto popular da escola, o mais sociável, e mesmo assim ninguém viu nada; e isso deixa a suspeita de que Gabriel tenha mesmo fugido.
     Cullen sabe que o irmão não fugiu, mas como pode provar?

     Enquanto isso, a cidade está as voltas com um pássaro raro que apareceu por lá.

     Enfim, enquanto o assunto Gabriel vai sendo esquecido, o assunto pássaro lendário passa a ser o centro das atenções.

     Quantas vezes já vimos isso acontecer? Nem consigo contar quantas vezes perguntei algo assim: "E aquele moço que matou aquela moça? Foi preso?", ou "Acharam aquela criança desaparecida?", enquanto passa na televisão o casamento do mais novo artista.


"Questionando por que eu não
conseguia fazer uma maldita 
coisa que fosse para trazer meu
irmão de volta, por mais que me
sentasse e tentasse pensar 
em meios para isso."
Pag. 152


     O livro quase todo trata-se da busca, espera e dor de Cullen, que é um garoto de dezessete anos que é mais forte que muitos, que consegue segurar a onda na frente dos outros, mas que sofre por dentro; que tem uma cabeça cheia de dúvidas e medos. Que tem um amigo incrível chamado Lucas, que tem pesadelos com zumbis, e que nunca nega um beijo à uma garota.

     Trata-se de amizade, da união de irmãos, de sentimentos... Há de se abrir o coração e a mente para sentir o que o autor quis que fosse entendido.

     Alguns irão sentir e se emocionar. Outros talvez não entendam. Pode ser que alguém diga que é maluco. Acho que talvez, pode ser, que fosse isso mesmo que o autor tenha desejado.


"As pessoas à frente dele se tornam
zumbis, movendo-se devagar,
levantando-se, todas inclinadas
para um lado ou outro, olhos
caídos, bocas abertas, 
remexendo-se como mortos-vivos."
Pag. 183


     A capa é extremamente simples, e isso a deixou belíssima. A diagramação está maravilhosa, todas as páginas tem detalhes, assim como o início dos capítulos. Tudo lindo!

     É narrado em primeira pessoa, por Cullen. Somente no final, quando a história começa a se desenrolar é que Cullen foi deixado de lado e a história começou a ser narrada em terceira pessoa. Isso foi ótimo para termos uma visão melhor sobre alguns fatos importantes.

     Gostei demais do livro! A leitura foi rápida e emocionante para mim!


     Recomendo!!






10 comentários

  1. acho que de forma paralela e até mesmo imperceptivelmente o autor faz uma crítica a nós que nos deixamos levar por modinhas, pela notícia do momento e por não dar continuidade as coisas, não ir a fundo verdadeiramente na história. o foco muda, tudo perde a graça.
    na história em si acredito que todo esse processo de Cullen em busca de seu irmão e os temas que são trabalhados em sequencia deem a história esse ar de realismo que você retrata e mais ainda esse sentimento de fazer parte da história
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lele, eu adorei esse livro - e fiquei feliz que tenha gostado dele também!! - ele é escrito de uma forma terna, sem tentar impressionar, sem nos forçar a nada, e fala das coisas simples com uma simplicidade que nos deixa maravilhado,enfim, eu gostei muito!

    http://www.pontolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro tão bonitinho! Leria se tivesse oportunidade, livros nesse estilo costumam ensinar muitas coisas (e eu adoro aprender rsrs).
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, e quero muito ler esse livro.... U,u

    ResponderExcluir
  5. Oi Lele! Pelo visto o livro vai dividir opiniões e afetar as pessoas de maneira diferente, isso é ótimo, gosto desta flexibilidade num livro, que permite que cada um veja sua mensagem da maneira que mais se encaixa em sua maneira de ver o mundo.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi lindona <3
    Desde que chegou que to paquerando esse livro, mas com uma fila de leitura que só faz aumentar, quem disse que consegui? Mas tá aqui, esperando a vez dele. rs
    Li uma resenha negativa dele semana passada, mas não desanimei. Como nossos gostos são meio parecidos, acho que vou adorar!
    Beijão
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  7. Esse foi um livro que não chamou minha atenção em nada. Capa, título e por fim a sinopse...... Nada foi capaz de despertar uma mísera faísca de interesse.... E o mesmo não foi diferente com a resenha.....Assim, acho que vou ler algumas outras, dar uma passada na livraria, e dar uma folheada, quem sabe......

    ResponderExcluir
  8. Oieee ^^
    Tenho muita vontade de ler esse livro, ele se parece um pouquinho com um que eu li uma vez (não lembro o nome *-*). A capa dele me chamou a atenção, por mais que seja simples, gostei bastante dela.
    MilkMilks
    Milkshake de palavras

    ResponderExcluir
  9. Terminei de ler esse livro e depois não sabia o que pensar. Fiquei entre gostar e não gostar, mas com a balança pendendo mais para o primeiro. É um livro estranho sem duvidas e com um toque de drama que me emocionou, confesso.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Alessandra! Eu gostei muito da capa e da sinopse do livro, li algumas criticas negativas em relação a ele, vc mesmo diz na resenha que tem gente que pode achar maluco e tals, mas pelo que vc escreveu eu acho que vale a pena se aventurar nesse livro :) Gostei bastante da resenha!

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...