#Resenha: Apenas um Garoto

    

Título: Apenas um Garoto

Autor: Bill Konigsberg

Páginas: 253

Editora: Arqueiro

Skoob



COMPRE AQUI:  BUSCAPÉ,  SUBMARINO, FNAC,  AMAZON














     Como faz bem ler um bom livro! Como fico feliz quando leio um livro bem escrito!

     Isso é maravilhoso!


" - Espere aí. Eu sou diferente? - perguntei."
Pag. 57


     Rafe é um garoto que desde sempre, ele sabia que era diferente. Nunca enganou ninguém, e por isso ele assumiu sua sexualidade aos treze anos, ou como ele mesmo dia, saiu do armário.

     Seus pais não só o aceitaram, como já estavam esperando por isso e ficaram muito feliz. Rafe não só torna-se definitivamente gay, mas seus pais tornaram-se verdadeiros pais de gay.


" - A primeira coisa que preciso fazer é parar de me importar com quem gosta de mim."
Pag. 67


     Aliás, pais engajadíssimos. Sua mãe participa de grupos de "apoio" a familiares de gays, e isso faz com que Rafe também seja um militante da causa gay. Ele dá palestras nas escolas e está sempre conversando com as pessoas sobre isso.

     Acontece que com o tempo ele ficou cansado disso. Rafe só queria ser o Rafe.

     Por isso ele decidiu estudar num colégio só para meninos - em regime de internato - bem longe de casa. Num lugar onde ninguém soubesse que ele é gay.

     No começo isso é legal pra ele, pois, pela primeira vez ele pode fazer coisas de menino, como jogar bola, sem ser julgado. Ele pode tomar banho no vestiário dos meninos sem que eles o evitassem. Coisas simples, mas que no outro colégio ele não fazia, e os outros alunos não faziam perto dele.

     Eu nunca tinha parado pra pensar nisso. Nunca imaginei que um garoto hétero tivesse esse tipo de receio. Quanta bobagem!

     A princípio isso que Rafe fez parecer certo e até libertador, mas com o tempo, começa a machucar muitas pessoas.

     Deixar de ser o Rafe de sempre foi muito mais do que uma loira se tornar morena; também foi muito mais do que mudar de mudar de personalidade. Ele quis ser outra pessoa, e mesmo que por pouco tempo, essa experiência não teria como dar certo.

     Enganar outras pessoas já é muito difícil, mas se enganar pode ser desastroso.
     "Apenas um Garoto" é narrado em primeira pessoa por Rafe, mas o autor usou um artifício para explicar as motivações do personagem que eu adoro, as histórias escritas pelo personagem em forma de diário ou carta. Neste caso, o professor de Rafe pede para ele lhe contar sua vida em forma de redações. Isso tornou a obra bem mais completa, pois fica clara a relação dele com seus pais, com sua melhor amiga e com outros alunos do seu antigo colégio.

     Foi maravilhoso acompanhar a jornada de Rafe atrás dele mesmo e de se descobrir de novo.

     Amei a leitura. Amei os personagens. Amei tudo! A história é linda, o romance é gostoso de ler. Tem uma sensualidade inocente, uma amizade invejável e uma decepção de cortar o coração. tem tudo de melhor que a vida tem. Simples assim.

     Leia!!










Clique na imagem E DÊ UMA OLHADA!






















6 comentários

  1. Já tinha visto a capa deste livro por aí,mas é a primeira resenha que leio, de fato. E já fiquei encantada com tudo que li acima.
    A simplicidade do garoto, a inocência eu diria. Não perdida, mas confusa. Por carregar um peso tão grande sobre os ombros e ainda ter que viver num mundo recheado de pré-conceitos!
    Adorei e vai para a enorme lista de desejados!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lelê, já tinha lido um resenha do livro, cada vez que leio os pontos de vistas de cada blog me sinto ainda mais agarrada nesse livro...Enredo mto bom, qro mto conferir!
    Parabéns pela resenha, mto boa!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Amei a resenha e mais motivada fiquei para ler esse livro. A capa é muito bacana e a premissa promete uma leitura com uma bonita mensagem. Quero ler, com certeza! Sempre vejo bons comentários sobre a obra. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lelê.
    O assunto de aceitação, por si mesmo e pelos outros, é muito importante, então o livro me chamou a atenção. Ademais, tudo na obra parece ter sido bem trabalhado, o que me agrada.
    Sem dúvidas, darei uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lele! Que resenha empolgante, eu não tinha dado muita atenção para o livro quando lançou, mas mudei de ideia e quero muito conferir. Depois desta resenha preciso já!

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. a trama é bem bacana e a editora posta em um enredo ótimo para o momento em que vivemos e promove reflexões interessantes
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...