Resenha: Entre Quatro Poderes


Título: Entre Quatro Poderes

Autores: Grupo (Sic)

Páginas: 247

Editora: Novo Século


COMPRE AQUI:  SUBMARINO,  AMERICANAS,  BUSCAPÉ











     O amor e o ódio caminham lado a lado; mas a ganância e a inveja seguem logo atrás.


"Uma poça de sangue estava em torno de seu
corpo e sua pele esfriava. Aquela praça, que
fora palco de shows, festas e escândalos,
agora dava espaço a uma tragédia."
Pag. 31



     Uma ficção numa cidade no interior de São Paulo chamada Suares. Ou seja, o estado existe, mas a cidade não. E assim é o livro... Personagens fictícios que vivem vidas reais. Tudo o que eu li aqui tem um fundo de verdade. E gente, é ótimo!!


"Não adianta trabalhar no começo do
segundo mandato porque você sabe,
o povo tem memória fraca!"
Pag. 122


     São inúmeros personagens e todos são importantes. Mesmo aqueles que no início eu achava que não iria aparecer, voltou no final e mostrou pra que veio.

     Em "Entre Quatro Poderes" vamos conhecer Claudio e seu irmão mais novo Alberto. 

     Dois irmãos que desde a infância já eram diferentes. Enquanto Alberto era um garoto mais reservado e sentimental, Claudio era o despojado e que fazia qualquer coisa pra ter o que queria. E foi assim que ele conseguiu a garota que o irmão gostava. Se gabando de sua conquista, Claudio humilha o irmão e leva Estela no bico.

     Estela, filha do então vereador Pimenta, não se encontrava dentro de sua própria casa. Ela acreditava que com o casamento sua vida mudaria. E mudou sim, pra pior.

     Claudio nunca teve escrúpulos e portanto viu seu futuro ser mais glorioso ao lado do sogro.

     Enquanto isso, Armando que já levava nas costas o apelido de Churrasco, viu no candidato a  prefeito de Suares a chance de mudar a situação da cidade.

     Zé Ribeiro, um homem honesto e trabalhador (pelo menos foi isso que percebi), teve sua carreira na política encerrada de forma brusca um dia antes da eleição. 

     Eleição que foi cercada de maracutaias e tramoias feitas por Pimenta e Claudio.

    
"Com relação a nós, iremos vender o projeto
como se fosse a coisa mais moderna que já
se viu em Suares com relação a gestão do
lixo, de recicláveis, de aterro, toda essa 
baboseira verde que os ambientalistas
adoram ouvir."
Pag. 106


     Churrasco acreditando que como vereador poderia mudar a cara de Suares, se candidata e vence, mas logo ele descobre que na Câmara dos vereadores ele terá que dançar conforme a música... e é um som bem macabro que toca por lá.

     Paralelamente vamos conhecer outros personagens que, assim como os autores deste livro, são jornalistas, editores e o dono do jornal; e aí é que o bicho pega, pois os jornalistas até tentam mostrar para o povo o que vem acontecendo na cidade, mas suas matérias são vetadas e nunca chegam nas páginas dos jornais, assim os políticos nunca são denegridos aos olhos do povo. Mas claro que para isso acontecer mais dinheiro público é gasto... E por aí vai...


"Uma obra que estava prevista para terminar em
seis meses levou dezoito. Uma praça que
estava prevista para custar R$ 1 milhão
custou R$ 3 milhões. E olha que nem ficou
tão boa assim."
Pag. 36


     A arte realmente imita a vida. Deveria ser o contrário, mas aqui vemos que não.

     É de dar agonia o tamanho da maldade desses políticos. E pior é que deve ser assim mesmo. Eu não conheço e nem quero conhecer ninguém assim, mas é claro que exite, senão não teríamos tanta maquiagem no jornalismo e tanta roubalheira na política.


" - Se as pessoas forem dependentes do governo,
por que vão optar pela mudança? Por que vão
reclamar disso ou daquilo? Elas sabem que,
se arrumarem problemas, vão perder a boquinha."
Pag. 212


     Acho super válida a publicação deste livro, na verdade gostaria que todos lessem, principalmente os mais jovens. Pra entender como funciona a política, ou melhor, o lado podre da política. O lado que leva quase todos na base do cabresto. O lado que faz desaparecer aqueles que querem um lugar mais justo, o lado que passa por cima de tudo para ter o que quer. O lado que fica com o nosso dinheiro!!!

     É revoltante e abre os olhos para muitas coisas!!!


"A ação durou poucos segundos, mas o tempo
parecia ter parado. Ele estava em pânico.
Não sabia se tinha sido atingido.
Não sabia nem se estava vivo."
Pag. 95


     Quanto a capa... Incrivelmente perfeita com esse tomate podre. Tudo a ver!!! 

     O início de cada capítulo começa com uma frase de efeito, um quote pra falar a verdade. Frases que vão desde Bob Marley até John Kennedy passando por Luis Fernando Veríssimo e Marcel Proust, além de citações bíblicas. Só as frases já me encantaram!!


"Às vezes, a única coisa verdadeira 
num jornal é a data."
(Luis Fernando Veríssimo)
Pag. 41


     O primeiro capítulo é o final do livro, então já sabemos mais ou menos o que vai acontecer, mas como vai acontecer é o mistério. 

     É narrado em terceira pessoa passando pelo ponto de vista de quase todos os personagens. Isso é ótimo para saber bem como cada um é, o quanto de maldade e inocência cada um carrega na sua personalidade.

     Os capítulos são curtos e variam por datas que vão desde 1971, que é o ano do nascimento de Alberto até 2013, quando a jornada dos personagens chega ao fim.

     
"Na cabeça de Pimenta, manter a população
em uma zona de conforto, sem investir em
projetos de desenvolvimento econômico
e social, era uma forma de ter o domínio."
Pag. 212


     Apesar do livro ser curto, ele tem muito pra dizer. E mesmo eu aparentemente tendo escrito muito, eu não contei quase nada. 

     Recomendo muito a leitura!!!!!

23 comentários

  1. Oi Le, tudo certo?
    Fiquei muito curioso com esse livro, me lembrou as "Crônicas de Gelo e Fogo", porém mais moderna? kkkk. Talvez?!
    Abraços e que a força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de registrar a felicidade pela parceria entre o blog e os autores. Também a alegria pela espetacular resenha. Complemento explicando que o livro Entre Quatro Poderes discute o relacionamento entre as pessoas que comandam a política brasileira, reunindo histórias fictícias similares a casos vivenciados pelos autores.

    Entre Quatro Poderes é um romance cujo protagonista é Churrasco, o prefeito da cidade de Suares, que ao perceber que a Polícia Federal está na cidade para prendê-lo, começa a repensar suas ações no comando do Executivo.

    A publicação traz ao público o que acontece nos bastidores da política e quase nunca é divulgado. O romance se passa na cidade fictícia de Suares, porém, representa a realidade política enfrentada em muitos municípios em todo País. Certamente será uma obra literária que aguçará as discussões sobre o verdadeiro papel do político frente as demandas do povo.

    A iniciativa de escrever o livro germinou de repetidas discussões sobre política, quase que diária, depois do expediente de trabalho. Diante das muitas interrogações surgidas das conversas entre os quatro jornalistas, surgiu a ideia de se pesquisar sobre o assunto e colocar tudo no papel. Decidimos pela ficção e criamos personagens para situações que já foram diversas vezes estampadas em capas de jornais.

    Na verdade, o que os quatro pretendem com o leitor é que ele, na sua leitura, entenda como é o processo político, principalmente no caso dos escândalos e da corrupção. Como isso acontece, e como, muitas vezes, mesmo inocentes, e bem intencionados, alguns políticos são envolvidos. A história se desenvolve de forma que o próprio leitor terá a sua interpretação, quanto à inocência ou a culpa de um ou outro político.

    Claro que tem culpados na nossa ficção, e inocentes, e que tudo, se bem entendido na leitura que faz o leitor, tem um porquê, e esse julgamento será feito conforme o entendimento dessa leitura.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lelê.
    Esse livro me interessou por um motivo bem simples: eu adoro política. Apesar de todas as falcatruas e coisas medonhas que acontecem em seu interior, coisa que o livro mostra, eu ainda acredito em seu potencial. E, claro, quero acompanhar essa ficção com ar de realidade para me aprofundar ainda mais na análise dessa sociedade que fica cada vez mais repulsiva.
    Excelente resenha, Lelê. Mostrou bem o espírito da obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de janeiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  4. falar de política é sempre um bafafá! creio que muito da ficção realmente exista!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Essa coisa de a arte imitar a vida é sempre algo a se pensar. Acho incrível e achei mais incrível ainda um livro de autor brasileiro e que tenha história que se passe no Brasil. Deve ser polêmico pela resenha haha.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bom?
    Eu como uma boa jornalista, gosto de livros que fazem esse tipo de crítica a nossa política. É tudo muito podre, como o próprio tomate que ilustra a capa. Achei a proposta interessante e a narrativa parece ter várias nuances. Não conhecia o livro, mas já entrou para a lista de desejados.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Um livro com um fundo de verdade tem sempre algo de especial. Pelo que eu percebi vai dar pra descobrir muito mais do sistema político desse país. Através de uma história fictícia fica mais legal de aprender...
    A capa é totalmente linda!

    ResponderExcluir
  8. Lelê, mas Suares bem que poderia ser a minha cidade! É sempre bom ver autores que se arriscam e que mostram as facetas do nosso país de uma forma bem clara e direta - infelizmente, podridão nos três poderes é uma realidade nossa - e que nos faz repensar nossas escolhas.

    Fiquei intrigado, o livro fala de algo tão vivo no nosso cotidiano que isso por si só já é um grande atrativo.

    Beijos ;)

    ResponderExcluir
  9. Oi Lelê. Não sei porque, mas a primeira vez que vi essa capa jurei que era uma maçã e não um tomate. Por tanto jamais havia imaginado que falava sobre política. Adorei a resenha. Gosto quando o final do livro já é revelado logo no começo. Me deixa com mais vontade de ler ainda. Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Lelê,
    Adorei a premissa do livro, não conhecia
    Sempre bom pegar leituras nesse estilo e nos fazer refletir um pouco, e pelo que notei as histórias se entrelaçam se alguma forma, não?

    Sucesso para o autor. Ótima resenha e quotes.

    bjs e tenha uma semana mágica *.*
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  11. Acho que esse enredo daria ótimos livros e grandes histórias....não só com tomates podres, mas com todo tipo de legume!rs
    Brincadeiras a parte, gostei muito do que li acima e mesmo política não sendo um tema que eu aprecie muito, sei bem da importância de ter que saber sim, deste assunto pra não fazer nenhuma besteira.
    Parece que foi super bem escrito e me animei para ler!!!!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas de ler a resenha deu aquele gostinho de "quero mais", preciso ler esse livro tem tudo pra ter um ótimo desenrolar e prender o leitor!!!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha, não conhecia e foi uma ótima novidade, gosto de livros assim que tenham muito a dizer, que é tanta coisa que fica até difícil formar a resenha e parece que a gente sabe um segredo que os outros não sabem! ahahha É uma ótima sensação! Parabéns!
    Bju
    Resenha: Perfume De Hotel - Chile - Quem resiste ao poder do perfume? - PERFUME DE HOTEL #2 - Carla Pachêco
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/01/resenha-perfume-de-hotel-chile-quem.html

    ResponderExcluir
  14. Eu ainda não conhecia o livro, porém por conta da resenha fiquei com muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  15. Lele!
    Concordo! Um livro que mostra os bastidores sujos dos políticos, da política e aborda a politicagem, é leitura obrigatória para todos nós brasileiros.
    É tudo bem nojento!!
    Gostaria demais de ter a oportunidade de ler.
    Desejo uma maravilhosa semana!!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Que livro interessante! Cheio de intrigas e maracutaias, o interessante é o fato que é descutido é algo que incomoda muito, mas é escondido demais dos olhos do povo, se percebeste hoje em dia, o fio que faz o tapera está desfiando e cada vez mais, a verdadeira política é descoberta!

    Parabéns pela resenha Lele, gostei bastante!!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  17. Já havia lido uma resenha a respeito desse livro e adorei. Espero conseguir ler ele logo. Pois fiquei bastante empolgada com sua resenha também. Adoro temas assim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Eu gostei da resenha e por isso fiquei muito ansioso para ler o livro apesar de não ser muito fã de política pelo fato de ouvir muitas críticas pela nossa política atual !?

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito do livro logo pelo lançamento. Aonde vi a temática dele. Sobre o que aborda. Como são bastante personagens, fiquei ainda mais feliz. Também sendo importantes para cada peça. Vi que parece um personagem passa a perna no outro. Como sou jovem rsrs, acho que daria uma ótima leitura. Fora que gosto do tipo de enredo. Fiquei meia atrapalhada nessa parte de início contar o fim ou ser o mistério. Sempre soube que era um tomate! Há.
    Beijões Le
    http://leituras-insanas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Amei a sua resenha, pois como você mesma disse, falou bastante do livro porém sem revelar elementos essenciais, deixando-nos com aquela curiosidade de saber mais da história. Gostei muito da premissa do livro e mais feliz ainda por ser uma obra de um autor nacional. Beijos!

    Ilmara

    ResponderExcluir
  21. Bela resenha, destacando pontos importantes do livro, despertando o interesse dos leitores.

    ResponderExcluir
  22. A primeira vez que vi esse livro imaginei um enredo completamente diferente. Legal saber que é sobre um tema tão atual e polêmico, narrado de um jeito atraente, de forma que talvez se possa balançar um pouco a mente de algumas pessoas e, quem sabe fazer cair as vendas de alguns olhos.
    Mas o bom mesmo, e acho que seria a intenção dos autores, seria tirar os tomates pobres da política e deixá-los apodrecerem no lugar que merecem.
    jaque_borchardt@hotmail.com

    ResponderExcluir
  23. Que trama super interessante e bastante atual, leitura obrigatória para todos nós brasileiros.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...